O Brasil passa por uma profunda crise econômica. Segundo as principais previsões de agências de economia, o Desemprego deve fechar o ano acima dos 8%. Se as vagas no mercado de trabalho diminuem, a inflação aumenta. Os índices inflacionários no país já chegam perto dos 10%. Mas engana-se você que pensa que a má fase se reflete só em alguns setores da economia. A Crise econômica e política aliada ao fato dos maus mandos de empresas, faz com que muitas delas acabem se enrolando. É o caso da RedeTV!, que neste ano decidiu investir, mas a conta não está fechando e muitos funcionários devem ser os grandes prejudicados. Uma onda de demissões ameaça assolar o canal de televisão de Marcelo de Carvalho e Amilcar Dallevo Junior.

De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco em publicação realizada nesta segunda-feira, 03, a RedeTV! vive um processo de recessão. Se no começo do ano o canal paulista anunciava que investiria para subir da quinta para a quarta posição dentre as empresas televisas no Brasil, o processo agora é inverso. Para quem não lembra, dentre as aquisições da RedeTV! em 2015 estão os ex-apresentadores do 'Hoje em Dia' da TV Record. O canal não pensou duas vezes em fechar com Celso Zucatelli, Edu Guedes e Mariana Leão. Ambos estrearam nas manhãs da emissora o 'Melhor Pra Você'.

Com o novo programa, a RedeTV! esperava subir na audiência e com isso ver seu faturamento aumentar. Apesar da atração conseguir bons anunciantes o caixa não está fechando. Uma das grandes prejudicadas com isso tudo é Mariana Godoy, que possui um programa de entrevista na emissora.

Os melhores vídeos do dia

Grande parte da equipe da profissional pode ser limada. Mas pior mesmo vai ser para pais e mães de família, que mais uma vez correm o risco de ficarem sem seus empregos.

A RedeTV! tem um histórico de grandes demissões. O canal comprou a concessão que era da Rede Manchete. Na época, ficou acertado que a RedeTV! pararia todos os direitos dos funcionários demitidos da massa falida da rede de TV da família Bloch. Posteriormente, no entanto, o canal conseguiu reverter essa decisão e disse que não tinha mais responsabilidade com esses profissionais.