Guarde este dia histórico na Política Brasileira, 19 de agosto de 2015, durante a apresentação de um noticiário local mineiro, o prefeito da cidade de Água Comprida, revelou durante encontro rápido que reuniu outros 27 prefeitos da região conhecida como Triângulo do Sul, na cidade de Uberaba-MG, em pauta a discussão preocupante da atual situação financeira em que se encontram os municípios e a baixa arrecadação fiscal, afetada diretamente pela atual crise econômica vivenciada no País.

Parece piada, mais não é.

A revelação desta ação do político causou espanto não apenas na população local, principalmente a todos os outros prefeitos presentes, durante reunião da AMVALE (Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Rio Grande) e, consequentemente, deve ter chocado a todos os telespectadores que assistiram a matéria, lógico que ninguém jamais imaginou ouvir uma declaração desta, um Político Brasileiro abaixar o valor do próprio salário em 50%!

A crise econômica mundial, que os meios de comunicação nacionais principalmente os telejornais evitam comentar e relacionar com mais uma turbulenta Crise econômica no Brasil, começa a refletir profundamente nas cidades mineiras e originando uma situação de reação em cadeia, nunca vista antes neste país.

Algumas prefeituras não possuem dinheiro nem para as despesas básicas, de acordo com a matéria divulgada pela filial da Rede Globo Minas – Rede Integração.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Governo

As prefeituras trabalham com custeio hoje, ou seja, arcar com os trabalhos essenciais que necessitam a população destas localidades. Trabalham com orçamento e planejamento e os prefeitos esperam que essa conta de repasse de verbas do Governo venha X e não X – Y prejudicando o fechamento das contas dos municípios.

O prefeito de Uberaba, uma das mais importantes cidades do Triângulo, Paulo Piau (PMDB) destaca que tanto o governo federal quanto o estadual estão empurrando para os municípios causando um blackout em suas contas.

"O momento é de união entre o legislativo e a população", afirmou Paulo Piau.

Modelo a ser seguido em Brasília, na cidade de Água Comprida, com população estimada em 2067 habitantes, segundo censo do IBGE de 2014, (03 secretários de governo já foram exonerados e o mais espantoso, o salário do atual prefeito Gustavo de Almeida (PSD), foi cortado em 50%. O próprio prefeito explicou que o município está cumprido somente com o essencial, não há mais o pagamento de horas extras, houve o cancelamento nas despesas de diárias de viagens, essas decisões foram tomadas pensando justamente para que não ocorra o corte em duas áreas que clamam melhorias em todos os lugares do país e possa prejudicar a população ainda mais: na saúde e a educação.

Não acreditou? Acesse o link da matéria.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo