A agência de classificação de risco Standard and Poor’s (S&P) tirou o grau de investimento do Brasil na classificação de crédito. A nota caiu de “BBB-“ para “BB+”. O rebaixamento do país aconteceu em menos de 50 dias após a S&P ter mudado a perspectiva negativa do Brasil.

A agência informou em nota a perda do grau e chamou a atenção do mundo para a deterioração fiscal e falta de coesão entre os ministros do Governo petista de Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

O Planejamento e a Fazenda não conseguem se entender.

Segundo a Standard and Poor’s os desafios políticos que o país enfrenta continuam pesando na capacidade do governo de Dilma Rousseff.

Ainda de acordo com o comunicado, a proposta do orçamento de 2016 com valores negativos (déficit de R$ 30,5 bilhões, igual a 0,3% do PIB brasileiro) está refletindo um desacordo e uma incoerência com as medidas que deveriam ser tomadas para voltar a equilibrar as conta públicas.

Publicidade

Para a agência, existe um elevado risco em investir no país. A publicação ainda fala sobre os efeitos dos escândalos de corrupção da estatal Petrobras, investigadas na Operação Lava Jato. Ainda segundo o texto, a situação econômica do Brasil começou a piorar em 28 de julho, com a perspectiva negativa.

A nota é muito importante para investimentos no país e funciona como um certificado de segurança para que não tenha calote a quem investe no Brasil. Infelizmente a nota vem caindo e piorando ainda mais a situação Política e econômica do país.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Política

Segundo o G1, a Standard and Poor’s é a primeira agência entre as maiores do setor a tirar o grau de investimento do Brasil.

Inflação e queda do PIB

Novas pesquisas revelam que a inflação no Brasil pode fechar o ano em 9,29%. O Produto Interno Bruto também deve cair -2,44%. As previsões para o ano de 2016 também não são nada positivas. O ministro da Fazenda Joaquim Levy já ameaça sair do governo e informou nesta semana que pode haver aumento no Imposto de Renda para tentar equilibrar as contas públicas.

Mais notícias:

Estimativa do Governo Federal é fechar as contas de 2016 no vermelho

Brasil está oficialmente em recessão: PIB cai 1,9% no segundo trimestre

Rombo no orçamento do governo pode dobrar e chegar a R$ 70 bilhões

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo