Segundo pesquisa realizada pela Focus, em mais de 100 empresas do setor financeiro no país e que foi divulgada nesta segunda-feira (22), a economia do Brasil não anda bem. O Banco Central informou o resultado e revelou que a inflaçãocontinuará a crescer, e o PIB (Produto Interno Bruto) obteve queda.

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e a inflação se elevaram, passando de 7,61% a 7,62% e este percentual mostra que foi a 8ª elevação do ano.

A taxa inflacionária está acima da meta de 6,5% e do patamar de 4,5% estabelecidos. De acordo com as estimativas, em 2017 a inflação ficará estabilizada em 6% e estará dentro do objetivo da meta, mas fora dos 4,5% pretendidos.

Os índices do IPCA neste ano 2016 se mostraram em alta, no mês de janeiro ficou em 1,27% e refletiu um alto percentual, pois em 2003 chegou a 2,25% e somou 10,71% a. a.

SOBRE OS JUROS

A prospecção para a taxa básica de juros é de 14,25% a.a., de acordo com o fixado pelo Banco Central, maior percentual em 10 anos.

A taxa Selic não foi implantada, pois o BC informou que as transações estão em queda no país e mundo.

A previsão do setor financeiro é que o PIB (2016) sofra uma retroação de 3,4% (semana que passou), para uma de 3,33% (anterior).

O PIB DO PAÍS PARA 2016

.A estimativa do setor é a diminuição do PIB em 2015, se confirmados os dados indicará a sequência de dois anos seguidos, de queda na economia do país.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo

Segundo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a sequência histórica iniciou em 1948.

Os analistas não se mostraram otimistas com o PIB de 2017 e estimaram que o país passe de 0,59% para 0,5% em seu crescimento é a quinta baixa no prognóstico.

O QUE DIZ O FMI

O FMI (Fundo Monetário Internacional), não tem boas perspectivas para o Brasil e prevê uma queda de 3,5% (PIB) neste ano de 2016, e nenhum crescimento para 2017.

TAXAS

A prospecção para a taxa básica de juros segundo o mercado para 2016 é de 14,25% a.a. (Selic). Os especialistas acreditam que não acontecerá aumento nos juros este ano. Para 2017 a previsão é uma queda nos juros e que passe de 12,75% para 12,63% a.a.

OUTROS FATORES

Com relação ao câmbio, a pesquisa informa (relatório Focus) que em 2016 sofreu queda de R$4,38 e passou para R$4,36. Em 2017 a perspectiva é que o preço da moeda americana fique em torno de R$4,40.

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES

Neste ano de 2016 a balança comercial (exportação menos importação), aumentou de US$36.10 bilhões para US$37,05 bilhões, um bom resultado. Em 2017 aumentará (Superávit) e irá US$39,3 bilhões para US$39,65 bilhões. Neste ano 2016 a probabilidade para o comércio externo no país, está em torno de US$55 bilhões. Em 2017 os especialistas calculam uma retroação de US$60 bilhões para US$55,55 bilhões.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo