O índice se destacou após fechar o ano com 60.227,29 pontos, uma valorização superior a 38%, apenas 4.693,00 pontos abaixo da máxima anual.

Foi um ano de muito calor para os investidores com eventos que mudaram totalmente a perspectiva do mercado, alguns desses eventos foram:

  • #Impeachment de Dilma Rouseff, marcando o fim do ciclo de práticas governamentais populistas que ocasionaram esta crise econômica em que o país se encontra, dando início à um ciclo de governança, visto que o impeachment acabou com um governo que apenas se defendia, um governo que não tinha autoridade para aprovar suas pautas no congresso.
  • #BREXIT - que foi a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), cujo a votação veio por meio de plebiscito. De início os mercados reagiram com fortes baixas ao BREXIT, porém após sua confirmação, todo o ciclo de baixas se converteu em um belo ciclo de altas, afinal com todo o alvoroço por conta do BREXIT, os mercados ficaram mais baratos para os compradores.
  • #Eleições #Americanas - talvez o evento mais polêmico do ano para os mercados mundiais, onde Donald Trump, do Partido Republicano venceu Hillary Clinton nas urnas americanas, mesmo tendo menos votos populares. Havia um "pânico" exagerado em relação a vitória de Trump, quando a contagem de votos estava na metade (cerca de 3 da manhã no horário de Brasília) e Trump estava na frente, os mercados futuros americanos, tanto S&P 500, quanto NASDAQ e Dow Jones, marcavam baixas superiores a -4%, porém no pregão regular marcaram mais de 4% de alta após a vitória do polêmico republicano. Vale lembrar que a maior parte dos congressistas também serão republicanos.
  • #FED aumenta taxa de juros americana - pela segunda vez em 10 anos o FED aumentou a taxa de juros americana (taxa essa equivalente a Selic no Brasil). O aumento na taxa de juros já era precificado pelos mercados em 0,25% ficando assim entre 0,50% e 0,75%. Além disso o FED sinalizou mais altas para o ano de 2017 (isso mesmo, no plural).

Outros eventos ocorreram e colaboraram para a alta no Ibovespa, como alta dos commodities, PEC do teto dos gastos, enfim, foi o ano em que o Ibovespa superou de vez a rentabilidade dos investimentos em renda fixa, podendo assim, dar início a um novo ciclo.

Não perca a nossa página no Facebook!