Nesses últimos tempos todos os motoristas vêm acompanhando o aumento e a diminuição constante do preço do combustível, e muitos procuram alternativas e pesquisam quais são os postos de gasolinas com o valor mais baixo. Motoristas que antes costumavam trabalhar todos os dias de carro optaram pelo transporte público, outros que fazem viagens distantes preferem se preparar antes de começar a jornada.

No atual momento a média de preço do combustível no Brasil é de R$ 3,921 para gasolina e R$ 3,398 para o etanol, segundo os dados do IPTL (Índice de Preços Ticket Log) de janeiro de 2017, um valor ainda bem elevado para quem precisa dirigir com bastante frequência.

Os paulistas são os que pagam menos pela gasolina e etanol com base na média geral do país, com preço da gasolina em R$ 3,690 e o etanol a R$ 2,830. Se você está em São Paulo e pretende viajar para outros estados, você pode consultar logo abaixo a tabela de preços médios de cada estado do Brasil.

Nas redes sociais os brasileiros reclamam do valor pago pelo combustível e questiona o porquê do preço ser mais baixo na venda para a Bolívia:

“Enquanto você paga quase R$ 4 na gasolina, a Bolívia consegue comprar a R$ 1,61 da Petrobras", diz um internauta.

“Enquanto o Brasil vende gasolina para a Bolívia a preço de banana, nós pagamos o olho da cara. Isso é Brasil", afirma outro. "Precisamos urgente que o governo explique como vende a gasolina para outro país a 1,59 e para os brasileiros a 4 reais, como?", questiona mais um.

A nota fiscal cima é referente à exportação da gasolina da Petrobras para Bolívia, no valor de R$ 1,59, e isso causou grande exaltação entre os internautas.

No Facebook, um único post teve mais de cem mil compartilhamentos devido ao preço ser menos da metade do que é pago pelos postos de gasolina no Brasil.

Segundo o site ZH Economia, o preço cobrado pela estatal às distribuidoras dos dois países é o mesmo, mas os montantes diferem em razão da incidência de impostos sobre o combustível no Brasil e isenção de taxas sobre o produto para a venda para a Bolívia.

Siga a página Petrobras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!