Após um longo período reduzindo o consumo de carnes devido à alta nos preços, a expectativa é de uma boa notícia para os brasileiros nos próximos dias. O cenário econômico criado a partir das últimas operações da Polícia Federal em grandes frigoríficos do país aponta para uma possível redução no preço dos produtos nos próximos meses.

Desde a última sexta-feira (17), a repercussão da operação 'Carne Fraca' da PF que investiga o processamento e comércio de carnes detectou irregularidades em pelo menos 5 grandes frigoríficos e tomou proporções mundiais que afetaram as exportações no país.

Como resultado, vários países cancelaram as compras imediatamente e de acordo com o especialista no setor Hyberville Neto, as indústrias devem se reorganizar buscando explorar mais o mercado interno num curto período. Para Hyberville, mesmo após saber da baixa qualidade das carnes vendidas nas empresas envolvidas nas práticas irregulares, o consumidor não deixará de comer a carne. O especialista acredita que haverá uma seleção mais rigorosa pelos brasileiros que evitarão as marcas envolvidas na investigação, mas não deixarão de comprar.

Preço da carne e exportações

Desde 2014, o Brasil passou a investir no comércio estrangeiro de carnes animais e tornou-se um dos maiores exportadores do mundo. O que ocorreu foi que nesta época, o poder de compra dos brasileiros foi encurtado pela crise e isso fez com que o consumo interno diminuísse significativamente obrigando os frigoríficos a migrarem para o mercado exterior e se tornando, com o tempo, referência em termo de qualidade.

Com o aumento nas exportações, o preço das carnes de aves, suína e bovina subiu consideravelmente no Brasil fazendo com que o consumidor brasileiro passasse a consumir menos neste período. Agora, com o impacto da operação 'Carne Fraca' ocasionando o cancelamento de diversos contratos, os produtores terão uma atenção maior com o mercado brasileiro e o aumento da oferta deve diminuir o preço no país.

Operação 'Carne Fraca'

A 'Carne Fraca' é uma operação deflagrada pela Polícia Federal para apurar irregularidades no processamento e venda de carnes em grandes frigoríficos brasileiros. De acordo com informações repassadas pela PF, ao todo, estão sendo investigadas 21 empresas frigoríficas.

A investigação comprovou irregularidades em 5 empresas diferentes. As outras 16 ainda estão sendo investigadas e, no momento, não há comprovação de práticas ilegais com elas.

Vale lembrar que no Brasil existem aproximadamente 4.600 empresas frigoríficas.

Não perca a nossa página no Facebook!