Apesar dos esforços do presidente Michel Temer (PMBD) e de seus aliados na tentativa de transmitir uma mensagem de que a crise financeira do Brasil foi superada, a situação ainda é vista como adversa pelo mercado. A constatação pode ser feita com base no boletim Focus, do Banco Central, que mostra que a expectativa de inflação até o fim de 2017 é de 3,3%, ante 3,29% projetados anteriormente.

Divulgado nesta segunda-feira, dia 24, o relatório mostra que o aumento do PIS/Cofins realizado pelo governo afetou a estimativa do mercado para a inflação brasileira.

Em entrevistas recentes, Temer e seus ministros têm tentado combater as críticas com otimismo, afirmando que o Brasil deixou a crise para trás e que está reestabelecendo sua Economia.

Mesmo com a má notícia em relação à inflação, o relatório divulgado nesta segunda mostra otimismo sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e da economia brasileira. De acordo com o Focus, o ano de 2017 pode terminar com crescimento de 0,34%. A projeção para 2018 é mais otimista, em 2% de crescimento.

Dívida Pública

Também nesta segunda-feira, foi divulgado pelo Tesouro Nacional o Relatório Mensal da Dívida Pública, que mostra um aumento da Dívida em 3,22%, indo dos antigos R$ 3,253 trilhões para R$ 3,357 trilhões atuais.

As informações são da Agência Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!