Nesta última terça-feira (15), o Bitcoin voltou a surpreender a todos, superando sua marca história, a ponto de já ser comparado com as maiores empresas de capital aberto, como a Netflix, por exemplo. Ontem, o valor desta criptomoeda chegou a US$ 4.483. Mais tarde ela enfrentou uma correção, mas continua em alta e tem atraído cada vez mais pessoas.

Muitos estão faturando alto com esta moeda virtual, mas no Brasil seu uso ainda é restrito e a maioria da população não faz nem ideia de sua existência, ou no máximo, só ouviu falar, mas não sabe como comprar, vender e muito menos guardar o Bitcoin.

Se hoje o Bitcoin se tornasse uma ação, só a título de exemplificar o assunto, ele ficaria na 74ª posição, juntamente com a Netflix, só que esta criptomoeda está em sua melhor fase e a tendência nas próximas semanas é que seu valor continue aumentando, enquanto a Netflix segue estagnada e passando por uma série de problemas.

Hoje a Netflix tem um valor de mercado de US$ 73,8 bilhões, enquanto o valor do Bitcoin já é de US$ 73,5 bilhões. Se fosse para a Nasdaq, o Bitcoin ocuparia a 24ª posição.

E o que faz o Bitcoin valer tanto?

Na verdade não há uma resposta para esta pergunta, mas várias; por exemplo, a Tecnologia que está por trás desta moeda virtual e o quanto ela é importante e capaz de revolucionar o mundo, aliás, já está sendo adotada por diversas empresas. Deve-se levar em consideração também a crescente demanda no Japão, que tem feito uma diferença enorme e isto tem ajudado a aumentar o interesse de muitos investidores institucionais.

Outro motivo seria o fato de o Bitcoin ser um investimento que já é considerado melhor que o ouro e que oferece total segurança contra os problemas de vários países.

O único problema é que muitas pessoas acabam investindo na moeda sem ter nenhum conhecimento e achando que ficarão ricas, ou conseguirão uma renda extra sem fazer nada. Isto não existe e, se alguém lhe fizer esta proposta, é melhor não aceitar; do contrário vai é perder dinheiro.

Primeiramente, o novato nesta área deve se informar sobre a tecnologia por trás do Bitcoin, suas vantagens e conhecer a história da moeda, ver quando ela surgiu e o quanto vem crescendo desde então, mesmo nos momentos de crise. Também é preciso ficar atento quanto ao quesito segurança, pois os bitcoins adquiridos devem ser guardados em seu próprio computador, de preferência um que não está conectado à internet, para não correr o risco de ser roubado. Há outras formas de guardar seu dinheiro virtual, então procure conhecer todas as opções e escolher a que achar mais adequada.

Siga a página Tecnologia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!