A maioria das pessoas que utilizam a internet já realizam compras em diversas lojas e departamentos que apresentam ofertas tentadoras e condições de parcelamento para diversos produtos. Geralmente são objetos já muito desejados por aqueles que não perdem nenhum lançamento que acontece de diversos produtos. A comodidade em realizar uma compra com apenas um click sem sair de casa e ficar esperando o produto chegar na residência faz com que essa modalidade de compra seja utilizada por milhares de pessoas, e a cada dia mais novos consumidores são atraídos por milhões de propagandas que estão espalhadas em diversos sites.

Pensando nisso que uma lista com sites nada confiáveis foi criada para proteger os consumidores que realizam compras na internet. Embora algumas empresas apresentam ofertas irresistíveis, nem sempre pode ser que aquela oferta seja verdadeira, e muitas pessoas podem cair em um golpe. Existem vários motivos que podem fazer com que alguém desconfie de um site na hora de realizar uma compra, mas até mesmo os mais experts em compras feitas na internet podem cair em um golpe desses.

Para isso que existem diversos sites na internet que fazem com que essas empresas sejam conhecidas por todos como organizações fraudulentas.

Esses sites agem para que novas vítimas não caiam em golpes realizados por essas empresas. Além de sites relacionados à defesa do consumidor, como o Procon, onde foi disponibilizado a lista com 500 sites não confiáveis para a compra, existe um famoso site que registra todas as reclamações de clientes insatisfeitos na internet. Conhecido como Reclame Aqui, o site é onde a maioria das reclamações relacionadas à compra de produtos e empresas na internet são realizadas. Em busca de confiabilidade, a maioria das pessoas procuram recomendações de amigos e pessoas conhecidas antes de realizar em sua primeira compra em um site.

Para facilitar a vida de milhares de pessoas que compram pela internet o Procon publicou uma lista com 500 sites considerados não confiáveis que já receberam denúncias de diversas cores que foram lesados por essas empresas. Baseado nas denúncias apresentadas por consumidores, o órgão conseguiu montar uma lista com 500 empresas que devem ser evitadas para compras realizadas na internet. A lista extensa traz empresas que lesaram consumidores e algumas delas agem para subtrair dados e aplicarem golpes de falsas ofertas, que geralmente apresentam preços que não condizem com a realidade praticada no mercado, sendo esse um dos maiores golpes aplicado na internet.

Para acessar a lista, basta entrar no site do Procon.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo