Criado em 2002, a partir da parceria entre o Tesouro Nacional e a Bolsa de Valores brasileira, o Tesouro Direto tem conquistado cada vez mais brasileiros. Visto como o primeiro passo para ir além da poupança, o programa permite a negociação de títulos públicos através da internet.

A segurança e a praticidade da modalidade têm contribuído para aumentar a quantidade de adeptos de forma significativa. Não é à toa que mais de 1,6 milhão de investidores estão cadastrados no programa.

Por causa dessa popularidade gradativa, o governo tem focado em promover melhorias para a modalidade.

Em 2015, houve a mudança nos nomes dos títulos. E, em 2016, ocorreu o lançamento do aplicativo para smartphones.

Agora, a novidade é o novo simulador do Tesouro Direto. A ferramenta atualizada, além de ajudar o investidor a descobrir seu perfil e qual título se adequa as suas necessidades, permite fazer simulações utilizando diferentes valores a serem aplicados e testar prazos de investimento.

O recurso também oferece ao investidor uma explicação mais detalhada sobre cada cenário simulado, apresentando valores brutos e também a quantia líquida após o desconto do Imposto de Renda.

Outra vantagem é que agora é possível comparar as estimativas de rendimento no Tesouro Direto com outros tipos de investimento em renda fixa, como Certificado de Depósito Bancário e Letras de Crédito. A poupança, por ser um aplicação ainda bastante popular no país, também pode ser usada como parâmetro para fazer a comparação.

Essa funcionalidade é importante porque investidores, especialmente os iniciantes, têm dúvidas em relação às vantagens de cada tipo de investimento.

Com a queda da taxa Selic, por exemplo, passaram a vigorar novas regras de rendimento da poupança. Dessa forma, fica mais fácil saber qual será a rentabilidade da caderneta comparada a dos títulos públicos.

Quem ficou curioso para ver o novo simulador, já pode usá-lo acessando o site oficial do Tesouro Direto. O aplicativo do programa, contudo, ainda não possui a função. A previsão é que o recurso fique disponível para smartphones somente no início de 2018.

Programa bate recorde em agosto

Recentemente, foram divulgados dados oficiais sobre a evolução do Tesouro Direto. Entre as informações mais relevantes está o crescimento no número de investidores ativos, ou seja, aqueles que estão inscritos e possuem aplicações no programa.

No últimos 12 meses, houve crescimento de mais de 58% nesta categoria. Apenas em agosto, surgiram quase 11 mil novos investidores ativos.

O número de inscritos também surpreendeu. Desde 2016, o crescimento foi de 72,2%, somando 1.602.171 participantes até o último mês de agosto.

Muito democrático, o Tesouro Direto demonstrou através dos dados publicados que o número de pequenos investidores tem crescido. Em agosto, o valores aplicados que somavam até R$ 5 mil corresponderam a 80,9% do total de investimentos realizados no mês. As aplicações de até R$ 1 mil bateram recorde, chegando a 57,1% do total e ultrapassando o teto máximo alcançado em julho deste ano.

Outro recorde conquistado no último mês foi o valor do estoque, que totalizou R$ 47,7 bilhões. Essa quantia representa um crescimento de 0,8% na comparação entre agosto e julho e avanço de 34,6% em relação a agosto do ano passado.

Não perca a nossa página no Facebook!