Nesta temporada, o Palmeiras só tem um objetivo dentro de campo, que é conquistar a segunda colocação do Campeonato Brasileiro, pois assim a equipe irá faturar uma quantia de R$ 11 milhões. A maioria dos outros objetivos são extra-campo, e a diretoria já está agindo para que estes sejam cumpridos.

Além de contratar diversos jogadores, o Palmeiras não deseja só gastar nesta janela de transferências, até porque o clube tem uma das maiores folhas salariais da América do Sul, com um grande excesso de jogadores no elenco.

Contudo, um dos objetivos da equipe é economizar neste final de ano, dispensando ou vendendo atletas.

O presidente Maurício Galiotte, junto aos dirigentes e conselheiros do clube, já colocou na mesa os nomes de todos atletas, as propostas e se os mesmos serão úteis no ano que vem, sendo que como muitos torcedores palmeirenses já imaginam, a folha salarial do clube alviverde da capital é ocupada, a maior parte, por atletas que não são úteis nos jogos.

A contratação de alguns novos jogadores já vem acontecendo antes de acabar este ano, por esse motivo que os atletas que já não tinham chances na equipe principal, agora terão menos ainda.

Mesmo alguns que são titulares ou entram frequentemente nos jogos serão muito menos utilizados com a chegada de novos atletas.

É claro que ter atletas de pouca utilização dentro do elenco é inevitável, até porque no planejamento para a temporada conseguinte não se põe no papel se o atleta vai estar em um bom ou mal momento, mas o fato é que o Palmeiras tem muitos jogadores emprestados para outros times.

De longe, o Verdão é a equipe brasileira que mais tem jogadores emprestados, pois com a explosão dos investimentos da Crefisa no ano passado, muitos atletas foram comprados, sendo que a diretoria do alviverde da capital não conseguiu vender grande parte dos que não seriam mais úteis ao elenco.

Agora, nesta janela de transferências, o Palmeiras já analisa a situação dos atletas que estão emprestados para outros clubes e decide se os trará de volta ou venderá para o clube de forma permanente, como é o caso do atacante Leandro, que atua pelo futebol japônes e já se tornou um grande ídolo por lá.

O atleta está prestes a ser campeão do Campeonato Japônes pelo Kashima Antlers, com 12 gols em 28 jogos, se tornando um ídolo para a torcida de lá e declarando que não deseja voltar ao Brasil no ano que vem, por isso que o Verdão vendeu o atleta ao clube do Japão.

Não perca a nossa página no Facebook!