Sabemos que o bitcoin já não é novidade para mais ninguém, ou pelo menos quase ninguém, pelo fato de haver inúmeras exposições, matérias e reportagens sobre o assunto através das mídias sociais e também televisivas. Porém, ainda existe muita desconfiança e “medo” em investir nas criptos por parte de muitos internautas e telespectadores que acompanham sobre o assunto.

O grande problema é que grande parte das notícias que ainda são divulgadas nas grandes mídias é aterrorizando o Bitcoin e as demais criptomoedas, simplesmente anulando a Tecnologia que está por trás desse novo mercado.

Existe uma grande uma grande perseguição e notícias tendenciosas.

Um dos destaques desta semana foi a entrevista que o professor de economia de Yale e ganhador do prêmio Nobel Robert Shiller deu para a CNBC nesta quinta-feira (18), afirmando que: "(O bitcoin) pode desmoronar totalmente e ser esquecido, acho que esse é um provável bom resultado, mas pode demorar muito e por um longo tempo, ele poderia continuar por aqui por mais 100 anos."

Shiller veem sendo um dos grandes críticos do bitcoin desde o seu grande “boom”, fazendo declarações polêmicas e, inclusive, já comparou a onda do bitcoin com a Mania Tulipa do século XVII.

Sua opinião expressiva e contrária a grande maioria dos entusiastas ao bitcoin e outras criptomoedas tem chamado atenção de muitos, pois são afirmações e comparações com outras bolhas do passado.

Mania Tulipa

O caso Mania Tulipa foi um acontecimento do século XVII que estourou uma grande bolha na Holanda. Em resumo, um botânico trouxe alguns bulbos de tulipas depois de uma viagem e começou a cultivá-las.

Seus vizinhos decidiram roubar algumas tulipas raras para conseguir algum lucro financeiro. A partir disso, começou uma grande “mania por tulipas”.

Especuladores começaram a comprar e revender, chegando a valorizações de até 20 vezes mais o preço em apenas um mês. Quanto mais raras, mais caras eram. Muitos chegaram a vender seus bens para entrar nessa mania e tentar lucrar também. As tulipas eram motivo de status financeiro e chegaram a ser negociados na Bolsa de Amsterdam.

Até o momento que um comprador não honrou com seu contrato, pois inevitavelmente foi percebido que pessoas estavam pagando fortunas por meras plantas de jardim. Isso gerou pânico, fazendo preço das tulipas despencar, e assim a bolha estourou.

O futuro das criptos

Realmente uma planta no sentido investimento não existe valor algum pelo que realmente ela pode ser explorada. Diferentemente das criptomoedas que há muito mais tecnologia envolvida do que muitos sabem, e que irá facilitar a vida de muita gente num futuro próximo, através dos mais diversos projetos que estão por surgir.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Se o bitcoin realmente é uma bolha e irá estourar no futuro, isso não se sabe e nem se pode afirmar. Mas, que a BlockChain, que está envolvida desde o início, realmente é uma brilhante inovação e um grande passo para o futuro tecnológico, sem dúvida, se pode afirmar.

Não perca a nossa página no Facebook!