A Petrobras anunciou na semana passada mais um aumento de 1% no Preço do diesel e de 1,4% no valor da gasolina comercializados nas refinarias. Os reajustes estão valendo desde domingo, dia 11 de fevereiro.

A grande alta nos preços já vem ocorrendo pelo menos há dez semanas, e atualmente passa a registrar o maior valor desse período na pesquisa feita pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

A apuração leva em consideração o valor cobrado dos consumidores em 5.398 postos, mas não pondera a variação da inflação no período.

A Petrobras adotou um novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho de 2017. Dessa forma, os reajustes acontecem com maior frequência, chegando a ser diariamente. Desde o início do modelo, a gasolina já acumula alta de 28,05% e o diesel, valorização de 24,36%.

Nas primeiras semanas do ano, o preço do combustível vendido pela Petrobras nas refinarias às distribuidoras teve diminuição de 3,5%. A estatal fez quatro reajustes na ocasião, segundo a política de revisão seguida desde julho do ano passado. Os postos têm liberdade para estabelecer o preço final, mas o valor pago nas distribuidoras é um componente de extrema importância na apuração dos valores.

Com novo aumento gasolina bate recorde em 2018

O Ministério da Fazenda anunciou os valores arbitrados de combustíveis que os estados adotarão para a cobrança de impostos a partir desta sexta-feira (16 de fevereiro).

É importante considerar que o valor estipulado pelo órgão não necessariamente será o mesmo do cobrado do consumidor nas bombas.

Ele apenas é a referência para o cálculo dos impostos a serem recolhidos nas refinarias, a chamada “substituição tributária”. Ainda assim, é notório que esse é um dos fatores mais importantes para a decisão dos sindicatos e proprietários de donos de combustíveis no momento da precificação do produto.

O preço que será adotado para a cobrança de impostos serão diferentes nos diversos estados da nação. Em Minas Gerais, a gasolina comum terá como preço base R$ 4,68 e a premium chegando a R$ 6,23. O valor mais alto do país foi regulamentado para o estado da Paraíba que terá por base a gasolina comum a R$ 4,09 e gasolina premium chegando ao valor de R$ 7,16.

O jeito é economizar combustível

Com pequenos cuidados diários é possível fazer com que o veículo consuma menos combustível do que o necessário para fazer os trajetos desejados.

Especialmente em tempos que os preços do álcool e da gasolina estão nas alturas é importante conferir algumas ideias interessantes para economizar na utilização do transporte.

Calibrar os pneus corretamente, evitar carregar peso desnecessário, diminuir a utilização do ar-condicionado e manter a revisão do carro em dia ajudarão a todos que precisam fazer economia nesse momento de altas constantes da gasolina.

A culpa é do governo

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, aponta aumento de impostos como principal fator para alta no preço de combustíveis. Após reunião com o presidente da República, Michel Temer, Parente disse que o ‘’grande impacto’’ para elevação dos preços se deve a alta de impostos promovidas pelo governo federal. No ano passado o governo decidiu aumentar as alíquotas de PIS e Cofins sobre os combustíveis em busca de receitas extras.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo