A semana vem sendo de grandes movimentações na sede de uma das maiores empresas de Tecnologia dos Estados Unidos e do mundo. O que aconteceu foi que, segundo informações do jornal norte-americano Seattle Times, a Amazon, gigante americana do ramo da tecnologia, deu início a uma série de cortes em sua força de trabalho.

Segundo o jornal, as demissões começaram desde a última segunda-feira (12), e continuam acontecendo, na sede da empresa, que fica na cidade de Seattle, na região Noroeste dos Estados Unidos.

Ainda segundo o tabloide, a gigante possui algo próximo de 4 mil funcionários, e parte deles está quase sem “utilidade” dentro da empresa.

A sub utilidade de funcionários é algo muito raro e quase nunca visto em empresas do porte da Amazon, principalmente as do ramo da tecnologia, como a Google, Apple e Microsoft, que a cada ano apresentam tendência de crescerem cada vez mais.

O que isso tudo dá a entender é que as demissões não se tratam de uma crise que a empresa vem atravessando, se tratando apenas de um ajuste de gastos considerados desnecessários.

Apesar disso, as demissões pegaram a maioria das pessoas de surpresa, pois a empresa vem registrando um constante crescimento nos últimos anos, e se consolidou entre as principais empresas do ramo de tecnologia, em mercados exigentes como o dos Estados Unidos e Canadá, além de ser bastante atuante em outras partes do mundo.

A empresa teve sua fundação em 1996, sendo uma das pioneiras do e-marketplaces que é um portal de notícias diversas.

Nos últimos tempos, a empresa passou a investir em estabelecimentos físicos, e tem inaugurado algumas lojas de serviços diversos, em algumas localidades dos Estados Unidos.

A gigante do ramo da tecnologia tem como dono o empresário americano Jeff Bezos, um dos homens mais ricos do planeta. Segundo informações do portal especializado no assunto, Bloomberg, a empresa tem um valor de venda avaliado em US$ 686 bilhões.

No último ano, a arrecadação da empresa fechou em US$ 178 bilhões e obteve um lucro aproximado de US$ 3 bilhões.

A Amazon está com um projeto para mudar a sua sede de local, que poderá ficar em outra cidade dos Estados Unidos, ou pode ir para o Canadá. Quando escolher a nova cidade sede, a empresa promete fazer um alto investimento, de cerca de US$ 5 bilhões, além da criação de mais de 5 mil novas vagas de emprego.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

A nova sede será escolhida a partir de uma campanha que a empresa está fazendo, e deverá ser definida em breve.

Não perca a nossa página no Facebook!