Para quem não sabe, o salário-Maternidade é um direito da mulher. Porém, como qualquer outro benefício do Governo, possui algumas regras e pré-requisitos. Se você está passando por uma situação financeira delicada, como muitos brasileiros e aguarda a chegada de um novo membro na família, não perca nenhum detalhe deste artigo, pois traz novas atualizações e tudo que você precisa saber sobre o salário maternidade.

O que é o salário-maternidade

O salário-maternidade é um auxílio instituído pela INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) destinado para gestantes, mulheres que sofreram aborto espontâneo e também em caso de adoção ou guarda judicial.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Governo

Quem tem direito a este benefício

Mamães empregadas e desempregadas. O beneficio poderá ser solicitado no oitavo mês de gestação ou após o nascimento da criança, podendo chegar ao período máximo de até cinco anos após o nascimento do filho ou filho para ser beneficiária do salário maternidade [VIDEO].

Por quanto tempo o auxílio será pago

  • 120 dias para guarda judicial ou adoção, independente da faixa etária da criança.
  • 120 dias para parto normal.
  • 120 dias para natimorto.
  • 14 dias para aborto espontâneo ou caso previsto por lei, como, por exemplo, estrupo ou casos em que a gestação oferece risco à vida da mãe.

Documentos necessários para solicitar o benefício

Será preciso os seguintes documentos: CPF e RG do solicitante, carteira de trabalho, certidão de nascimento da criança e comprovantes de pagamento ao INSS. Você também poderá solicitar através no site do INSS. O trabalhador(a) que se afastará do emprego vinte e oito dias antes do parto do bebê deverá ter em mãos o atentado médico, específico para grávidas.

Qual o valor do salário-maternidade

O valor poderá variar de acordo com a atual situação da solicitante, podendo ser o equivalente a um salário mínimo atual, que é de R$ 954,00 reais podendo chegar a última remuneração do último mês trabalhado.

Caso a mamãe esteja desempregada e queira solicitar o auxílio, será necessário comparecer ao posto de atendimento da Previdência Social, ter trabalhado com carteira assinada pelo menos dez meses antes do nascimento do bebê.

Atenção

Considere que o salário-maternidade não poderá ser acumulado com outro benefício, como o auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez. Para mais informações, dúvidas ligue 135 ou acesse o site do INSS [VIDEO].

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos e em suas redes sociais [VIDEO].