O mercado automotivo brasileiro foi um dos que mais sofreu com a crise econômica enfrentada pelo país nos últimos anos. Agora o setor vem dando sinais tímidos de recuperação, e o que vem chamando atenção é que isso não vem acontecendo através dos consumidores mais ricos, mais, sim, pela considerável contribuição das camadas com renda mais baixa. Vale lembrar que os mais ricos do país foram os que menos foram afetados pela a crise.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, o aumento nas vendas de veículos de menor valor no último semestre se deu pela maior oferta de crédito, que havia diminuiu nos últimos anos, e uma pequena melhora nas condições de emprego.

Segundo especialistas, esse setor deve continuar em crescimento também em 2018.

Os segmentos de carros que se encaixam nesse padrão e registraram crescimento nas vendas são os carros considerados de entrada, como os hatches pequenos, entre eles o Volkswagen Gol, Ford Ka, Chevrolet Onix e o Fiat Argo. Apesar de apresentarem oscilações, esses modelos registraram bons crescimentos nas vendas, considerando o momento atravessado pelo país.

Esse segmento apresentou um aumento de 3,1% nas vendas em 2017 e tiveram cerca de 564 mil unidades vendidas no período, considerando apenas as vendas para pessoas físicas.

A comercialização de modelos de carros mais baratos estava registrando quedas constantemente desde que a crise explodiu em 2013.

O mercado de carros mais baratos é considerado por muitos como o mais importante do setor automotivo, pois é o que movimenta mais dinheiro. Esse segmento acabou sendo o que mais foi afetado pela crise na economia, já que houve desemprego e queda nas ofertas de créditos pelos bancos.

Especialistas do mercado afirmavam que o setor deve registrar novo crescimento em 2018, tendo, inclusive, um crescimento maior do que no passado. A explicação para um novo crescimento está na melhora dos dois fatores que mais influenciam as classes menos favorecidas a comprarem carros novos: o emprego e o crédito.

Apesar do surpreendente crescimento das vendas de carros baratos, não foi apenas esse segmento que registrou crescimento no ultimo ano.

No geral, o mercado de automóveis no Brasil registrou um crescimento de 9,2% em 2017.

A explicação para isso foi que os ricos do país compraram mais carros de valor mais elevado, o que contribui muito para o setor voltar a registrar crescimento. Para se ter uma ideia, a venda dos carros utilitários esportivos, conhecidos como SUVs, tiveram em 2017 um aumento de 36% nas vendas, se comparada ao ano de 2016.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Não perca a nossa página no Facebook!