Desde que o bitcoin foi lançando e aumentou vertiginosamente de valor, tornando-se mais valioso do que empresas como a Disney ou o McDonald's, as criptomoedas e o sistema de blockchain começaram a ganhar altíssima popularidade. A busca pelo enriquecimento rápido com esse novo sistema monetário vem trazendo adeptos do mundo todo de forma nunca antes vista na história. Até mesmo pessoas famosas entraram na lista de investidores.

A novidade agora é que uma pessoa bastante conhecida por gerenciar milhões de dólares está entrando no ambiente das criptomoedas.

Roberto Escobar, irmão do mundialmente conhecido ex-traficante de drogas Pablo Escobar. "Este é o presente de Roberto Escobar para o povo", disse Olof Gustafsson, CEO da Escobar Inc.

Em declaração ao site The Next Web, Gustafsson também elucidou a motivação de Escobar em criar a nova criptomoeda, batizada de diet bitcoin (DDX). "Basicamente, Roberto Escobar descobriu que a CIA estava por trás disso e que eles estavam por trás do bitcoin. Então, essencialmente o bitcoin foi criado pelo governo americano", explicou Gustafsson.

O lançamento da nova criptomoeda se tornou uma alternativa ao bitcoin e outras diversas concorrentes semelhantes. Os criadores acreditam que a sua versão será mais rápida e mais leve do que seu principal concorrente.

Eles empregaram o sistema blockchain, uma tecnologia peer-to-peer para operar sem autoridade central ou bancos e será aberta ao público para que ninguém possua sozinho ou permaneça no controle do diet bitcoin, permitindo que todos possam participar.

"Roberto acredita firmemente que muitas dessas moedas são fraudes. Então, ele queria criar algo que realmente fosse uma moeda para sempre. Ele criou diet bitcoin (DDX) para as pessoas", continuou Gustafsson.

A empresa de Roberto Escobar anunciou uma oferta inicial de moedas (ICO) e está proporcionando ao público a possibilidade de comprar os diet bitcoins com um elevado desconto de 96%. A empresa planeja competir diretamente com o bitcoin por ser uma versão leve da popular criptomoeda e por oferecer um preço bastante competitivo.

Os criadores do diet bitcoins ressaltam ainda mais uma vantagem em relação ao consolidado concorrente, explicando que o bitcoin é extremamente volátil por não ter qualquer tipo de organização.

Já a nova criptomoeda idealizada por eles está acessível a qualquer pessoa interessada em dar uma olhada mais profunda no white paper (documento oficial publicado por um governo ou uma organização internacional, a fim de servir de informe ou guia sobre algum problema e como enfrentá-lo).

O próprio irmão de Pablo Escobar está vendendo um livro, intitulado Diet bitcoin de Pablo Escobar, que explica porque decidiu se juntar ao concorrido jogo das criptomoedas.

No livro, Roberto explica que ele acredita que o bitcoin foi criado pelo governo americano. "O mundo vai ver que isso foi criado por eles", diz o autor. "E quando eles verem, será tarde demais, e quando a CIA descobrir que o mundo sabe disso, a CIA vai vender todas as suas moedas, e isso vai acabar com o valor do bitcoin", completa.

Vale lembrar que Roberto processou a Netflix recentemente por causa de uma reivindicação de direitos autorais da série Narcos e ameaçou acabar com a trama se ele não recebesse o 1 bilhão de dólares (3,2 bilhões de reais) que ele estava exigindo. A nova criptomoeda de Roberto é chamada de diet bitcoin (DDX) e está sendo liderada por sua empresa de investimentos, a Escobar Inc.

Resta saber agora se essa será realmente uma forma de acabar com a criptomoeda mais famosa do planeta ou ao menos se conseguirá concorrer com ela.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!