Uma nova pesquisa realizada pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - revelou que dos 15 locais pesquisados pelo instituto, 8 registraram queda na produção industrial entre o período de janeiro a fevereiro deste ano. A pesquisa que foi divulgada apenas no dia 11 de abril mostra como a produção industrial caiu em diversas regiões do país nos dois primeiros meses do ano.

De acordo com os dados divulgados na Pesquisa Industrial Mensal (Produção Física Regional), os três locais que apresentaram o maior recuo em relação ao resultado industrial entre o período de janeiro a fevereiro deste ano foram: Pará, com recuo de (-10,9%), Amazonas, com recuo de (-5,9%), e Mato Grosso, com recuo de (-4,4%).

Os demais locais que apresentaram queda no período pesquisado pelo IBGE foram:

  • Minas Gerais com redução de (-2,8%);
  • Espírito Santo com redução de (-1,1%);
  • Ceará com redução de (-0,7%);
  • São Paulo com redução de (-0,5%);
  • Rio grande do Sul com redução de (-0,1%).

Dentre os 15 locais pesquisados pelo IBGE apenas Goiás se manteve estável em relação a sua produção industrial no período de janeiro a fevereiro deste ano.

Resultado positivo

Contudo, dentre os 15 locais pesquisados pelo IBGE, seis apresentaram resultados positivos em relação a produção industrial durante o período.

Essas seis regiões diferentes não apenas mantiveram sua produção como também avançaram cerca de 0,2% no mês de fevereiro em uma comparação com o mês anterior. Os locais que apresentaram avanço na produção industrial foram:

  • Paraná com avanço de 3,3%;
  • Região Nordeste com avanço de 2,6%;
  • Pernambuco com avanço de 1,3%;
  • Rio de Janeiro com avanço de 1,2%;
  • Santa Catarina com avanço de 0,9%;
  • Bahia com avanço de 0,9%.

Comparações entre 2017 e 2018

Na comparação entre os dois anos, o IBGE revelou que nove dos 15 locais pesquisados apresentaram crescimento no mês de fevereiro.

O grande destaque desse avanço visto na comparação com o mês de fevereiro do ano passado foi para o estado do Amazonas, que apresentou um crescimento da produção industrial de 16,2% no período.

Nesta comparação, outros seis locais pesquisados apresentaram redução da produção industrial, com destaques para os estados de Minas Gerais que recuou (-6,4%) e Espírito Santo que recuou (-7,8%) em fevereiro deste ano.

Em relação ao acumulado de 2018, dentre os 15 locais pesquisados pelo IBGE, dez apresentaram alta da produção industrial. O grande destaque foi mais uma vez para o estado do Amazonas, que cresceu cerca de 24,5% no acumulado do ano. Os outros cinco locais restantes apresentaram queda da produção, sendo a maior queda registrada no estado do Espírito Santo, com redução de (-7,8%) no acumulado do ano até fevereiro.

Não perca a nossa página no Facebook!