Um tema antigo, mas ainda muito polêmico, a globalização é assunto debatido em diversos cursos universitários sem, com certeza, desertar o interesse e atenção que ele realmente merece, de forma que são poucas as pessoas que conhecem o seu real significado e conseguem explicar os seus reflexos na economia, realçando os pontos que podem ser considerados positivos ou, da mesma forma, os que são negativos.

São raras as publicações que abordam o assunto, e mais raras ainda as que transmitem o seu significado, ou os efeitos que a mesma produz nas relações comerciais entre os países, como o que vemos agora no “trade ar”, que se tornou mais emblemático, tendo a China e os Estados Unidos como protagonistas, onde o presidente norte-americano, Donald Trump, defende o direito de proteção da indústria do país.

Vantagens e desvantagens da globalização

Define se a globalização como sendo o aumento no grau de envolvimento das economias dos países como um todo, impactando na diminuição da burocracia, facilitando o comércio e os negócios entre as nações. Tais impactos evidenciam as vantagens ou desvantagens de uma sociedade globalizada, e é o que, de uma forma resumida, mostraremos a seguir, para a sua melhor compreensão.

Um dos benefícios da globalização é o fatos de as pessoas poderem escolher um número muito maior de produtos, em diversos países, o que pode significar, inclusive, preço menor.

Os benefícios são aqueles que estão diretamente ligados, correlacionados aos efeitos do livre comércio, ou seja, à dimensão da abertura comercial.

No Brasil, o setor agropecuário é um dos mais competitivos do mundo e está entres os maiores exportadores agrícolas do mundo, fazendo uso de apenas 7% do território brasileiro para a produção, produzindo muito e exportando muito, o que, além de aumentar o PIB (Produto Interno Bruto) do país, gera empregos.

Impactos da globalização

A globalização, atém de permitir o aumento do PIB, faz com que as empresas possam melhor especializar a produção e aumentar a escala, podendo optar por comercializar seus produtos além das fronteiras, elevando a produção. Isso permite um ganho maior e maior investimento na eficiência produtiva.

A elevação do investimento interno aumenta a confiança do país e gera mais empregos.

Sem a globalização, a produção e o consumo ficam restritos apenas ao próprio país.

Entre os pontos considerados negativos, pode-se destacar que os países que ainda estão em desenvolvimento não conseguem ocupar os mesmos espaços que os países que já ocupam posição de destaque no mundo, encontrando fortes barreiras para exportar os seus produtos.

As empresas multinacionais, nas economias pequenas, influenciam os varejistas locais, conforme sua necessidade, inibindo as opções e as diversidades, para os consumidores.

Para um país como o Brasil, seria interessante a ampliação, a abertura comercial, combater as fraudes e uma regular a imigração, pois isso traria benefícios para economia do país.

Não perca a nossa página no Facebook!