Considerado como um dos maiores investidores do mundo, o estadunidense Warren Buffett possui inúmeros adeptos de sua filosofia de investimento. Ele também consegue se destacar dos demais investidores por ter uma visão a longo prazo para suas transações.

Pensando nisso, o CEO da Berkshire Hathawa aposta na cultura das empresas e gosta de investir com base em seus ensinamentos para diminuir os riscos de perda do capital investido. Em entrevista ao site de notícias CNBC, o investidor revelou as três melhores estratégias para se investir em ações.

Então, vamos à elas!

1) Círculo de competências

Buffett gosta de observar o mercado financeiro e acompanhar as empresas que fazem parte do seu ramo de investimento. Apostando nessa estratégia, o investidor opta em analisar as companhias que prometem ganhos a longo prazo.

De acordo com seu raciocínio, na hora de aplicar o dinheiro, o investidor não tem certeza se as ações em que pretende investir fazem parte do seu círculo de competência e provavelmente não fazem. Pessoas diferentes compreendem negócios diferentes, explica Buffett.

O mais importante antes de aplicar o capital é o investidor precisa saber qual tipo de investimento conhece e se o investimento está dentro do círculo de competência.

2) Comprar ações é como comprar parte de um negócio

O investidor explica que ninguém nasce sabendo investir. Mesmo depois de muito estudo na área de investimentos, ele demorou muito tempo para começar a ganhar dinheiro com o mercado de ações.

Sua vida mudou, quando começou a ler o livro ''O Investidor Inteligente'', de Ben Grahan, que ensina os investidores a avaliar cada compra de ação como parte de um negócio. Entretanto, o investidor deve evitar distrações relacionadas à volatilidade no preço do ativo.

3) Margem de segurança

Buffett explica que as margens de segurança servem para ser aproveitadas em investimentos considerados prósperos.

Ou seja, o investidor costuma realizar suas transações quando o valor do preço de uma ação está abaixo do que o valor estimado pela companhia.

Sendo assim, a diferença entre os dois valores é classificada pelos investidores como margem de segurança. Essa margem limita o tamanho do prejuízo em caso de uma transação malsucedida.

Buffett compara essa estratégia a um caminhão de 4,4 toneladas que tenta atravessar uma ponte com capacidade de 4,53 toneladas. Nesse caso, o investidor deve procurar uma rota alternativa com uma ponte que suporte 6,8 toneladas antes de optar em fazer uma aplicação.

Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!