A moeda digital tornou-se a principal aposta de rendimento de alguns investidores de Wall Street. A Intercontinental Exchange (ICE), que monitora as transações na bolsa de valores de Nova York, está desenvolvendo uma plataforma online para as negociações de moedas digitais. O banco Goldman Sachs é outra instituição financeira interessada em disponibilizar a opção de compra e venda de Bitcoins, e pretende tornar-se a primeira instituição bancária a permitir o comércio de criptmoedas.

Além disso, outros bancos dos Estados Unidos, como o JPMorgan e Bank of America, já começaram a implementar investimentos no segmento de blockachain e criptomoedas.

Os bancos estão apostando no crescente interesse de alguns investidores em negociações com criptmoedas. Algumas empresas, que trabalham com esse tipo de Tecnologia, como a Bluzelle, já começaram a desenvolver sistemas de tecnologia voltados aos grandes conglomerados. Onde seus principais clientes são instituições financeiras como, HSBC, KPMG, Microsoft e MUFG.

A principal aposta desses investidores é que o Bitcoin poderá atingir a 'casa' dos US$ 700 mil. De acordo com economistas, a moeda digital vem se valorizando muito nos últimos anos.

Estima-se que, muito em breve, essa criptmoeda vai alcançar um valor próximo aos 18 milhões de unidades. O investidor John Pfeffe estima que essa moeda digital poderá valer ainda mais se for usada como reserva internacional dos governos, tal como já é realizado com o dólar e o euro.

Valor em alta

O ano de 2017 foi considerado bom para os investidores de bitcoin. Além disso, a moeda tornou-se muito valorizada.

Recentemente a Universidade de Cambridge, da Inglaterra, realizou uma pesquisa e descobriu que mais de 5,8 milhões de usuários participam da comercialização do bitcoin por meio de plataformas online.

Ciente desse estudo, o ministro de Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, sugere que a União Europeia introduza novas regulamentações para a comercialização de criptmoedas.

Coreia do Sul pretende liberar a comercialização das criptmoedas

O país está pretendendo regulamentar uma série de sanções em relação ao comércio de bitcoins e demais criptmoedas. Desde o primeiro dia do mês de fevereiro de 2018 os sul-coreanos devem se deslocar até os bancos para realizarem suas transações com as moedas virtuais.

A Bithumb, considerada como uma das maiores bolsas de moedas virtuais do país, recebeu a missão de melhorar drasticamente a negociação de criptmoedas no país.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Além disso, a empresa foi obrigada a utilizar a instituição bancária para permitir que seus usuários possam trocar a moeda digital por dinheiro de forma mais eficaz.

Por estar entre as moedas digitais mais populares do mundo. Essa moeda também é usada como alternativa de investidores que procuram por um investimento ''fora da curva''.

Não perca a nossa página no Facebook!