Nesta quarta-feira (18), empresa Lojas Americanas S.A foi condenada por danos morais pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal após obrigar uma cliente a limpar urina do chão em uma de suas lojas, localizada no bairro de Santa Maria, em Brasília.

A mulher, que não teve seu nome divulgado, receberá uma indenização de R$ 3.000 pela conduta de um dos funcionários do estabelecimento, que foi considerada ''agressiva e desarrazoada'', de acordo com Haranayr Inácia do Rêgo Almeida Madruga, juíza do 2º Juizado Especial Cível e Criminal de Santa Maria.

A consumidora contou que fazia compras em uma das filiais das Lojas Americanas, quando sua neta, que tem cinco anos de idade, urinou no piso do local; a senhora chegou a solicitar um pano a uma das funcionárias da loja, para que ela mesma pudesse limpar a urina, mas a funcionária em questão negou a solicitação, dizendo que ela não precisava se preocupar com isso.

No entanto, no momento em que a cliente deixava a loja após pagar suas compras, foi abordada pelo segurança, que trazia um rodo e um pano de chão.

O funcionário exigiu que a nora da autora da ação, que estava com ela na ocasião, limpasse o piso da loja.

A consumidora tentou registrar com seu celular o momento em que o segurança insistia para que sua nora limpasse o chão, mas foi impedida pelo mesmo, que chegou a agredir a idosa, dando-lhe um tapa no braço afim de impedir que esta filmasse a cena. As poucas imagens que foram registradas pela autora da ação foram utilizadas no processo.

Inicialmente, a autora da ação havia solicitado R$ 7.000 de indenização por danos morais. A juíza frisou que o funcionário em questão teve um comportamento ''agressivo e desarrazoado'', tendo em vista o fato de que uma criança de cinco anos não possui domínio total de contenção de suas necessidades fisiológicas, e que a empresa não pode ser conivente com a atitude do segurança.

Sobre o valor da indenização, a juíza determinou que o valor deveria compensar a vítima pelos danos sofridos - ofensa e humilhação - e ser fixada com parcimônia, para evitar que a parte requerida recaísse em tais condutas.

As Lojas Americanas podem recorrer da decisão. Procurada por portais como UOL e Exame, a empresa informou que não faz comentários a respeito de ações ou sentenças judiciais e, portanto, não informou se pretende ou não recorrer da sentença.

Lojas Americanas em São Luís sofrem com assaltos

Já em São Luís (MA), algumas das filiais das Lojas Americanas vem sofrendo com roubos. Por volta das 14hrs desta quinta (19), assaltantes invadiram e levaram todos os aparelhos celulares de uma loja localizada no bairro de Cidade Operária; cerca de 80 aparelhos foram roubados, totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 100 mil reais para a loja.

No momento do crime, a loja estava quase vazia e os clientes e funcionários que se encontravam no interior do estabelecimento não reagiram e, portanto, não houve vítimas.

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu deter três suspeitos de terem participado do assalto; alguns celulares encontrados com os suspeitos foram apreendidos.

Esta é a segunda ocorrência de assalto nas filiais da rede em São Luís em uma semana. No dia 12, três criminosos assaltaram as Lojas Americanas do bairro de Cohama.

Siga a página Negócios
Seguir
Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!