O dólar caiu nesta quarta-feira (29). Frente ao real, a queda foi vista após bater os R$ 4,16. Com isso, a moeda americana se descolou do mercado externo. O movimento de correção gerou este resultado.

Após bater a máxima de 4,1651, na abertura, o dólar recuou 0,65%, chegando aos R$ 4,1143 para a venda. O dólar futuro recuava 0,52%, enquanto a mínima foi a R$ 4,1123, já perto do fechamento.

Um analista de uma corretora local disse que o fato do dólar estar "esticado" e a falta de notícias sobre as Eleições no Brasil contribuíram para este resultado, favorecendo assim o ajuste.

O Banco Central também tem parte nisto, após o anúncio da venda de 2,150 bilhões de dólares em linha. Os vencimentos estão previstos para o dia 5 de setembro. Com o anúncio, qualquer pressão sobre o câmbio é retirada, pois não se têm dúvidas sobre o vencimento. Após o anúncio, o mercado vê que o Banco Central está de olho e entrará de forma a intervir, se necessário.

Ainda no início do dia, a trajetória do dólar estava indefinida. Os investidores aguardavam a divulgação da pesquisa eleitoral feita pelo DataPoder360.

Existe uma cautela eleitoral. Com a ausência dos dados hoje, a previsão é que a pesquisa seja revelada quinta-feira (30). Apesar da falta dos dados, o mercado caiu com os ânimos calmos.

Nos outros países emergentes, o dólar subia. Com relação a cesta de moedas, o dólar caía novamente. O dólar não sabe qual direção tomar com as várias volatilidades enfrentadas pelo mercado. O candidato do mercado, Geraldo Alckmin, vai mal nas pesquisas eleitorais e a tendência do PT ir para um segundo turno torna ainda mais difícil o caminho.

Ibovespa

O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira. A alta foi de 1,18%, chegando aos 78.388 pontos. As ações da Petrobras e dos bancos puxaram os índices lá em cima. O volume financeiro atingiu os R$ 8,541 bilhões.

A alta do petróleo valorizou as ações, em conjunto com a expectativa da divulgação das reservas petrolíferas americanas. Os Estados Unidos também surpreendeu ao divulgar dados que ultrapassaram a previsão.

A economia americana deve crescer algo em torno dos 4,2%. A previsão até então era de apenas 4%. As maiores altas que compõe o IBOVESPA foram das empresas Petrobras, Eletrobras e Gol Linhas Aéreas.

A XP Investimentos também fez uma análise da sabatina de Jair Bolsonaro, feita pelo Jornal Nacional. Na conclusão, Bolsonaro conseguiu defender o programa de governo. Isso ajudou a acalmar os ânimos dos investidores.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Não perca a nossa página no Facebook!