Eufórico com a vantagem de Jair Bolsonaro nas últimas pesquisas eleitorais, o mercado reagiu bem ao desempenho do candidato nesta quarta-feira (3): o dólar teve queda considerável chegando à menor cotação desde agosto. Segundo informou o G1, a moeda americana fechou o dia cotada a R$ 3,8867, chegando a valer R$ 3,8227 durante o dia. No entanto, não foi só o câmbio que teve um bom desempenho, a Bolsa também ultrapassou a marca do 83 mil pontos. Segundo o site de finanças Infomoney, tanto a queda do dólar quanto a subida da Bolsa se devem a investimentos via Petrobras e bancos.

De acordo com o site Infomoney, a Bolsa operou em alta ultrapassando os 84 mil pontos às 13h18 da tarde.

O índice Ibovespa (o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo) teve uma subida de 2,95% chegando a 84.016 pontos, tanto a queda do dólar quanto a alta da Bolsa contam como algo positivo já que isso aponta a atração dos investidores pelo país. Vale lembrar que tanto o dólar quanto a Bolsa podem oscilar ou mesmo subir de tempos em tempos, cabendo o monitoramento para que uma média venha ser tirada.

Através do acesso ao site dolarhoje.com é possível saber o valor do dólar, o mesmo é atualizado a cada 10 minutos, o site investing.com por outro lado, detém uma ferramenta mais técnica para tal, lá é possível monitorar em tempo real tanto o valor do dólar quanto a Bolsa em movimentação do mercado, além de outras cotações.

O dolarhoje.com serve apenas para uma consulta rápida para correlacionar uma determinada quantia em real para dólar.

Mercado sente confiança em economista de Bolsonaro e desempenho do militar nas pesquisas

A positividade do mercado se deve, em parte, à manutenção da liderança de Jair Bolsonaro na corrida presidencial.

Na noite de ontem (2), o candidato Jair Bolsonaro subiu 4 pontos percentuais indo de 28% para 32% na pesquisa do Datafolha, por outro lado Haddad oscilou de 22% para 21%, a diferença de pontos percentuais entre os dois presidenciáveis foi de 11 pontos, sendo que no Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) de ontem a diferença era de 10 pontos, nela, Bolsonaro cravou 31% já o petista Haddad ficou em 21%, nos votos válidos o militar tinha 38% enquanto que Haddad 25%.

Melhora de Bolsonaro em 2º turno coloca mercado em expectativa

A disputa no terceiro lugar ficou por conta de Ciro e Alckmin: distantes, tanto o PDTista quanto ao tucano apareceram empatados tecnicamente, Gomes manteve o patamar de 11% das intenções de voto, e Geraldo oscilou de 10% para 9%.

Além de ampliar a vantagem na liderança da corrida presidencial, Jair Bolsonaro viu sua situação de 2º turno melhorar: o Datafolha colocou uma vantagem de 44% das intenções de voto para o militar, contra 42% do petista.

Com nova pesquisa do Ibope prevista para essa noite, os investidores seguem na expectativa.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!