Já entrou em vigor o NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO da língua portuguesa. O novo acordo foi aprovado em 2013, mas só entrou em vigor no dia 1 de janeiro de 2016, e tem como principal objetivo uniformizar o português nos países membros da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

São regras pontuais que podem complicar a vida de muita gente, principalmente aquelas que lidam diariamente e diretamente com a escrita.

Mas nada que um pouco de estudo não resolva. Confira as principais mudanças estabelecidas pelo novo acordo:

  • Alfabeto: Foram adicionadas mais três letras ao alfabeto - “k”, “w” e “y”. Dessa forma, o alfabeto português agora é constituído por 26 letras.
  • Trema: Foi banido da língua portuguesa. Só é permitido o uso de trema em nomes e derivados de origem estrangeira, como é exemplo o nome da modelo Gisele Bündchen.
  • Acento circunflexo: Não se acentuam mais as vogais dobradas “EE” e “OO, com exceção dos verbos “ter” e “vir” e seus derivados (conter, manter, intervir, deter, sobrevir, reter, entre outros). Coco e pera (frutos) não têm mais acento. Pôde (passado), pôr(verbo) continuam acentuados.
  • Oxítonas terminadas em “A”, “E”, “O”, "ÊM", "ÉM", "ÊNS", as formas verbais quando seguidas de“LO(s)”ou“LA(s)” e oxítonas terminadas em ditongos abertos, como“ÉI”, “ÉU”, “ÓI” são acentuados (Ex.: chá, mês, café, robô).
  • Oxítonas terminadas em “I” ou “U” (exceto hiatos) não se acentuam.
  • Todas as proparoxítonas são acentuadas (Ex.: música, público).
  • Ditongos abertos “ei”, “oi” (Assembleia) e as vogais tônicas “I” e “U” quando forem paroxítonas e precedidas de ditongo (feiura) não recebem mais acento agudo.
  • “U” tônico os verbos terminados em “GUE/GUI” e “QUE/QUI” não se acentuam mais (enxague, averiguo).
  • O hífen só se usa nos casos:

- Se o segundo elemento começar por H (Ex.: anti-herói);

- Separar vogais iguais e consoantes iguais (Ex.: Anti-inflamatório, super-realista);

- Se prefixo terminar em consoante (Ex.: sub-reino);

- Em palavras cujos prefixos são CIRCUM- e PAN- seguidos de palavras iniciadas por vogal, H, M ou N (Ex.: Circum-murados, Pan-americano);

- Em palavras cujos prefixos são PÓS-, PRÉ-, PRÓ- (Ex.: pós-graduação, pré-datado);

  • Em palavras cujos prefixos terminam em vogal e são seguidos de palavras iniciadas em “R” ou “S” a consoante é dobrada (Ex.: suprarrenal, antisséptico).
  • Não há hífen diante de “CO-, RE-, PRE”(Ex.: coordenar, reedição).

Aproveite ao máximo as dicas e seja um expert em língua portuguesa.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo