O interessado em fazer parte do IsF (Idiomas sem Fronteiras) poderá agendar o TOEFL, teste que ajuda a medir o nível de inglês do participante, a partir do dia 11 de fevereiro. As inscrições seguirão até o dia 27 de julho. É importante ressaltar que sem essa avaliação, nem mesmo se enquadrando no perfil, o candidato consegue realizar o cadastro, uma vez que esse critério é obrigatório.

A inscrição pode ser feita diretamente no site do IsF, no menu Teste de proficiência.

No ato, o pretendente deve informar o número do CPF e digitar a senha. Após clicar em “autenticar”, ele, automaticamente, é redimensionado para uma página informando sobre os CA (Centros Aplicadores). Em geral, em universidades federais.

Ao selecionar a unidade, o requerente clica para obter o resultado. Ou seja, fica por dentro da disponibilidade de dias e horários, assim pode escolher a data que melhor se encaixar na sua agenda. Na própria página, até mesmo aqueles que não se lembram da senha têm a chance de recuperá-la. O processo é bem simples, rápido e nada burocrático.

Quem pode fazer?

O IsF é um programa destinado aos estudantes devidamente matriculados em alguma instituição de ensino superior, seja ela privada ou pública. Também se estende aos técnicos administrativos de faculdades pagas ou não, professores e alunos de pós-graduação no formato stricto sensu. Neste último caso, faz-se necessário verificar se o curso atende aos requisitos estabelecidos pela CAPES.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Educação

Vantagens do Idiomas sem Fronteiras

O candidato tem a possibilidade de escolher cursos presenciais ou online (My English - MEO), isso sem pagar nada. Atualmente, os alunos podem contar com cursos de inglês e francês, no entanto, o MEC (Ministério da Educação) já estuda inserir outras línguas como alemão, japonês, italiano. Vale ressaltar que o Programa é basicamente o passaporte para o Ciência sem Fronteiras, iniciativa que permite aos estudantes realizarem intercâmbios.

No MEO, o aspirante precisa de uma média de 600 pontos, conquistada no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Entretanto, nos cursos presenciais não há esse tipo de exigência, inclusive, nem é cobrado o Enem com parte do processo. Contudo, é importante destacar que os participantes desse sistema entram para a lista de prioridade.

Conhece alguém querendo fazer parte do Idiomas sem Fronteiras? Compartilhe essa informação, avisando que a inscrição para o TOEFL já vai começar.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo