A Idade Média é um dos períodos mais inspiradores da História. Baseado nela produziram-se romances, filmes e jogos. É um momento em que recordamos as lendas dos cavaleiros, dragões, bruxas, magos e feiticeiros. Não tem como não lembrar também da Igreja Católica, fortíssima na tradição medieval. Ainda hoje o período é visto por alguns com obscuridade. A ideia proposta pelos renascentistas de que a Idade Média era a "Idade das Trevas" levou muitos a pensar como eles: de que pouca tecnologia foi desenvolvida e que o intelecto ficou mergulhado na escuridão.

Essa ideia é bastante combatida pelos historiadores da atualidade que verificaram diversos indícios que o termo "Idade das Trevas" é um equívoco.

A Idade Média começa no ano de 476 d.C com a queda do Império Romano do Ocidente. Após enfrentar quase três séculos de crise provocada pelo fim das guerras de conquistas, o último Imperador, Rômulo Augusto, entrega o trono romano para uma confederação de germânicos chefiada por Odoacro. Esses povos se relacionavam com os romanos há muito tempo. Trata-se de um povo diversificado, organizado em tribos e clãs.

Viviam da caça e da agricultura e o uso da terra era comunal. Não tinha liderança fixa sendo essa necessária apenas em períodos de guerra. Em contato com os romanos, passaram a praticar o comércio e cobiçar um lugar dentro do império. Diversas entradas germânicas foram pacíficas, fruto de acordos, enquanto outras foram agressivas e violentas.

A crise romana associada às invasões germânicas provocaram a fuga dos centros urbanos, esvaziando a cidade e ruralizando a sociedade. Isolando-se no interior, começa a surgir a forma de organização marcante da Idade Média: o feudalismo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Educação

Os germânicos deram ao Ocidente Medieval os conceitos de honra, fidelidade e bravura.

Com a crise do Império, em determinado momento, ocorre a divisão do mesmo em duas partes independentes: o Império Romano do Ocidente, com a capital em Roma, e o Império Romano do Oriente, com a capital em Constantinopla. O Império do Ocidente caiu em 476 d.C., mas o do Oriente sobreviveu por mais mil anos conhecido como Império Bizantino.

Assista abaixo a vídeo aula:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo