O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no Brasil recebeu neste ano o número exato de 7.603.290 de inscrições, o equivalente à população inteira de muitos países; sendo que as avaliações aos estudantes em âmbito nacional serão submetidas em dois domingos sucessivos [VIDEO], a saber, nos dias 5 e 12 do mês de novembro de 2017.

Já no que se refere a 2018, todos os estudantes das universidades que tiveram a oportunidade de financiar as parcelas referentes às mensalidades das diferentes universidades e faculdades de caráter privado através da concessão do Fies (Financiamento Estudantil), terão que iniciar os pagamentos dos empréstimos tão logo apresentarem o que é denominado de renda formal, ou seja, no período em que saem de seus respectivos centros de ensino. [VIDEO]

Certificação do ensino médio será extinta

Ainda no ano de 2017 não é mais liberado o certificado comprovatório de conclusão do ensino médio, o qual é acompanhado por meio da nota do Enem 2017.

A explicação é simples, pois desde já a certificação terá que ser conseguida por meio do também conhecido Encceja ou Exame Nacional de Certificação de Competências de Jovens e Adultos.

Provas do ENEM 2017 para obtenção de Vagas nas universidades

O ENEM de edição 2017 traz consigo mais uma novidade, que é a divisão dos dias de aplicação das provas, uma vez que até o ano passado, toda a testagem era feita em somente um final de semana.

Para 2017, as provas se darão em dois finais de semana distintos, agendados para 5 e 12 de novembro, dois domingos sucessivos.

No primeiro domingo, ocorrerão as provas de ciências humanas, linguagens e redação. No segundo domingo serão aplicadas as avaliações referentes aos conhecimentos adquiridos pelos estudantes nas matérias de matemática e ciências da natureza.

Enem permite ingresso em diversas instituições de ensino superior

Todos os candidatos que forem aprovados no Enem terão o direito de se utilizar das notas das avaliações, pleiteando a livre entrada na rede de ensino superior público, que têm as mais variadas vagas de cursos. [VIDEO]

Há ainda a facilidade do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) voltado para as Bolsas de estudo em instituições particulares; existe a alternativa do ProUni (Programa Universidade para Todos) e por último, é oferecido o caminho alternativo de se conseguir financiamento pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

O importante é que fique claro para todos os estudantes, treineiros e concurseiros que quanto mais rápido eles iniciarem os estudos de reforço, ganhando tempo, mais chances eles têm de serem aprovados nas vagas oferecidas pelo sistema universitário brasileiro como um todo.