Com a enorme crise que afetou o Brasil no último ano, muitos jovens e adultos, que não concluíram o ensino médio, estão sofrendo com o desemprego. A maior causa do desemprego no Brasil é a falta de ensino ou qualificação profissional, pois, com a crise, as empresas estão optando por profissionais mais qualificados e com formações acadêmicas mais elevadas.

Por conta disso, muitos brasileiros estão retomando os estudos, com a esperança de terem melhores condições de vida. De acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - OCDE, organização que mantém um lista referente à educação de 36 países do mundo todo, o Brasil, infelizmente, se encontra no penúltimo lugar.

Isso deixa bem claro que o Brasil não é um dos melhores países do mundo para se ter uma educação de qualidade.

O que muitos não sabem é que existem Centros Estaduais de Educação de Jovens e Adultos (CEEJAS). Essas escolas são voltadas para jovens acima de 18 anos e adultos, que pararam os estudos e querem, ou precisam, voltar a estudar. Hoje podemos contar com 31 escolas espalhadas por vários municípios.

Aí vem a pergunta: como funcionam essas CEEJAS?

As CEEJAS não são tão divulgadas. Algumas só passam informações pessoalmente, por isso, quase ninguém conhece essa forma de estudo. As CEEJAS são diferenciadas pelo seu ensino a distância. No dia em que o aluno efetivar a matrícula, a Escola disponibiliza o material didático, que são apostilas. O aluno pode estudar em casa e ir até a escola apenas para realizar as provas, quando se sentir preparado.

Os melhores vídeos do dia

A escola tem dois métodos para realização das provas, um é o passo a passo e o outro é o modular. São equipadas com todos os materiais e recursos de uma escola regular. A escola possui biblioteca, sala de informática e oferecem café da manhã, almoço e jantar, pois a maioria dos alunos opta por passar o dia todo na escola.

A realização de matrículas ocorre em qualquer época do ano. Por ser uma escola que proporciona ao aluno ser flexível em relação aos seus horários, muitos alunos concluem o ensino médio em até um mês, isso depende muito da importância que cada um dá aos seus estudos.

Só o fato de pensar que se pode ter um ensino de qualidade, sem precisar ir à escola todos os dias, e que até mesmo as pessoas que trabalham e não terminaram os estudos podem voltar a estudar sem ter a correria e o cansaço de ir e vir o dia todo, já deixam as coisas bem mais produtivas.