Cruzar a fronteira Brasil-#Uruguai pode parecer comum para quem já conhece o país vizinho. Mas para os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Máximo Laviaguerre, em Guaíba (RS), foi uma grande aventura. Mais de 500 km de estrada, da Região Metropolitana de Porto Alegre até a cidade de Rivera, no Uruguai, foram percorrida na sexta-feira passada (20).

O intercâmbio vivido pelos estudantes é uma iniciativa da escola de Guaíba que, há 3 anos, leva alunos do ensino fundamental para um dia de troca de experiências em cidades da fronteira uruguaia. Em 2017, os pequenos foram recebidos com dança, teatro e música pelas escolas Nº 5, Nº 9 e Nº 134, do departamento de #Rivera.

A integração aconteceu entre os estudantes e também entre os professores, que trocaram conhecimentos sobre as formas de lecionar em ambos os países. Os tutores visitaram as dependências das escolas e tiveram contato com os materiais usados para a prática do ensino. “Somos muito felizes em ser uma escola multicultural e queremos retribuir a visita. Por estarmos na fronteira, é importante para os professores e para os alunos conhecerem a cultura brasileira”, ressalta Fernanda Cabrera, diretora da Escola Nº 134.

Este ano, a recepção no Uruguai fez parte do programa Peif (Programa de Escolas Interculturais de Fronteira), que atua em diversas cidades brasileiras situadas na fronteira com países como a Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela. A iniciativa, que envolve escolas localizadas nas cidades fronteiriças, amplia oportunidades de aprendizado dos idiomas e promove trocas culturais entre os moradores da região.

Os melhores vídeos do dia

''Muitos estudantes nunca tinham saído de Guaíba e tinham o sonho de conhecer outro país. O intercâmbio foi fantástico por poder proporcionar essa experiência para eles'', conta Valéria Moraes, diretora da Escola Máximo Laviaguerre. A Emef, que não conta mais com as verbas federais do programa Mais #Educação, conseguiu levantar os fundos necessários para o intercâmbio com rifas, sorteios e o apoio da Prefeitura Municipal e de empresas locais.

Bienvenidos

Em 2016, a viagem ao Uruguai virou documentário. O filme mostra a visita à Escuela Nº 5, do departamento de Rio Branco, e conta detalhes da viagem. O curta-metragem, produzido pela Balaio Audiovisual, vai ser lançado no YouTube e concorre na categoria Alternativo no 16º Cinestudantil de Guaíba. Mais informações sobre o filme, as participações em festivais e o trailer pode ser acompanhados pela página no Facebook ‘’Documentário Bienvenidos’’.