Quando o curso de #inglês acaba, fica a sensação de que você deveria ter aprendido mais do que realmente aprendeu. Para acabar com essa incerteza você precisa usar o conteúdo e se apropriar dele. Isso significa encarar o que aprendeu como uma ferramenta. Entre em contato com pessoas nativas, leia livros em inglês [VIDEO] e visite a cultura sempre que possível. Se não é possível fazer um intercâmbio, use a internet [VIDEO]. Se o inglês ficar 'guardado', não adianta incluí-lo no currículo. Confira 5 dicas para não jogar fora o seu tempo de estudo e dedicação.

Grupos de conversação - Todos os idiomas possuem a função de conectar pessoas através da comunicação.

Por isso, a melhor forma de manter essa habilidade é utilizando-o literalmente. Se exponha á situações onde o segundo idioma é necessário e faça dessa experiência algo rotineiro. Faça amizades, visite fóruns e esteja aberto a novas gírias e expressões. Dentro deste contexto, você pode ensinar seus amigos ou dar aulas em escolas e cursos, até voluntariamente.

Intercâmbio - Seguindo a mesma ideia de utilizar o idioma para se conectar, só de que maneira mais intensa. Muitas pessoas chamam esta experiência de 'imersão', afinal, em um intercâmbio não será possível usar a sua língua materna para praticamente nada. A necessidade te fará incorporar o inglês na rotina e também na sua memória afetiva.

Assista séries e filmes - Sempre ouvimos falar que séries são ótimas para treinar a compreensão e realmente é.

Porém, este hábito se torna mais rico se você conseguir agregar formas de se comunicar. Chame seus amigos para assistirem junto com você e discuta as cenas em inglês, por exemplo. Caso não consiga reuni-los fisicamente, crie um grupo online de interesses em comum. Isto também serve para videoaulas e pessoas que relatam suas experiências em outros países e disponibilizam no Youtube, por exemplo.

Pense em inglês - Parece difícil organizar os pensamentos na nossa língua materna, imagina em um outro idioma. Uma tarefa e tanto. Justamente por ser tão desafiadora é que esta prática se torna importante para quem quer se tornar bilíngue. Pensar em inglês obriga o seu sistema cognitivo a trabalhar e se tornar mais habilidoso. Desta forma, você será capaz de armazenar mais informações e associar mais palavras a objetos e ideias.

Queira - É isso mesmo. Se comunicar em outro idioma requer esforço, se possível diário. Sem força de vontade fica praticamente impossível. Crie formas de se manter motivado e seguro. Treine muito e se desafie. Como qualquer outro conhecimento, o inglês não irá entrar automaticamente na sua vida só porque você fez um curso caro. É necessário que você faça valer o seu esforço, investimento financeiro e dedicação. #fluência #aprender