Engana-se quem pensa que o roteirista precisa cursar uma faculdade para entrar no mercado de trabalho. Claro que o curso de Cinema é uma ótima porta de entrada, assim como cursos específicos que também são bastante úteis para transformar as ideias em um roteiro. Mas o que roteirista precisa mesmo, é atingir certo grau de conhecimento da área, e para isso ele não precisa desembolsar altos valores para tal.

O roteirista escreve pra quem? O roteirista pode escrever para televisão, teatro, cinema [VIDEO], rádio e empresas. Muitos iniciantes, ao sonharem com fama e dinheiro focam imediatamente na televisão, mas com o passar dos anos e adquirindo experiência, percebem que não são apenas roteiristas famosos ou da televisão que conseguem viver da profissão.

No entanto, encontrar alguém que acredite no seu trabalho é a maior dificuldade para quem está começando.

Então em tempos de crise, como ser roteirista no Brasil? Com as novas mídias, como celular e TV digital, aumenta a demanda de mão-de-obra qualificada e consequentemente surgem de novas vagas. Porém, não adianta focar apenas em sair por aí entregando seu currículo de estudante de Cinema, pensando receber uma ligação no dia seguinte que te dará um lugar ao Sol.

Adquirindo aprendizado

O ideal para os iniciantes, é conseguir um aprendizado (não formação) considerável antes de pensar em se colocar à disposição do mercado, podendo ser visto como um mero aventureiro. Como já dito, não há restrições nem quantidade de lugares que o roteirista iniciante possa colocar a cara para aprender, desde cursos livres, oficinas de roteiro grátis e até grupos no Facebook destinados ao aprendizado, onde os futuros roteiristas são muito bem recebidos como o grupo Roteiristas Independentes, com mais de 16 mil membros até o momento.

Após ter atingido maturidade suficiente para ser um profissional de roteiro, entre de cabeça em editais, participe de festivais [VIDEO], aproveite cada chance de mostrar seu trabalho. Até uma visita de cortesia às produtoras mais próximas, para aumentar seu leque de bons relacionamentos na área, podem ser bastante úteis. Você já deve ter percebido ao ler o artigo, que você é livre pra escrever a sua própria história, assim como você pretende escrever para outras pessoas. Não existe caminho, nem fórmula secreta e sim, conselhos dos variados profissionais consagrados, que estão aos montes, ensinando ao candidato a roteirista a entrar nessa caminhada.