Ao participar pela primeira vez da Olimpíada de Matemática, Luís Henrique da Silva Fernandes, professor de matemática, ainda estava em dúvida sobre a importância daquele evento para os estudantes. Ao ver as melhorias no rendimento escolar, após a participação no torneio, percebeu os reais benefícios para o aprendizado. "Pra nós foi uma surpresa muito grande, principalmente no Ensino Noturno, que geralmente são pessoas que já trabalham e que têm uma vida fora da escola. São pessoas mais adultas. Eles começaram a observar a importância da matemática no trabalho deles, lá onde eles estão inseridos.

A Olimpíada trouxe um grande aprendizado", afirma o professor. Durante as aulas, as provas da Olimpíada anterior servem de base para a preparação dos alunos para a próxima edição.

O uso da internet para busca de conhecimentos

A aluna Brenda Aparecida Lopes Azevedo, matriculada no 9º Ano do Ensino Fundamental, diz que já participou da Olimpíada no 7º e 8º Ano e que estudou pela internet. "Então eu acho que foi mais ou menos o que eu já tinha estudado", diz Brenda. A aluna pesquisa na internet as provas e elabora perguntas como se fosse a Olimpíada e pede para que o padrasto, que também é professor, corrija.

Na opinião de Brenda essa é uma boa maneira de aprender e que a internet não é só para WhatsApp e Facebook, mas também para estudo. Na sala de aula, ela diz que presta atenção nas aulas, porque tudo que eles falam é importante. "Como dizem meus pais: assim que o professor abrir a boca, você tem que ligar a antena", afirma a aluna.

A importância da matemática

Para Brenda, a matemática é fundamental e a Olimpíada faz o aluno aprender. Quando o professor corrige a prova, o estudante pode usar os conhecimentos no Ensino Médio e na faculdade, por isso, é muito importante na vida do aluno.

Interdisciplinaridade

"A Olimpíada é tipo uma prova mágica, porque nela não tem só matemática. Ali tem português, interpretação de texto, às vezes é uma questão de geografia que envolve matemática. É um enriquecimento do trabalho do professor e consequentemente a gente também faz uma autoavaliação", declara Luís.

A Olimpíada Brasileira de Matemática visa a melhoria do ensino dessa disciplina no Brasil, através de provas realizadas por alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio. Também contribui para o aperfeiçoamento de professores e promove a integração das escolas brasileiras com as universidades públicas.

É necessário saber interpretar

Quando perguntada sobre ligação da matemática com a língua portuguesa, na questão da interpretação dos problemas, Brenda diz que a leitura faz parte também da Olimpíada, porque é necessário ler e reler os problemas e que é preciso se dedicar à leitura para entender os exercícios."Eu tenho muito medo da minha nota. Só que sou confiante. Se eu presto atenção e estudo, eu sei que a minha nota não vai ser ruim", declara Brenda.

Além das premiações, a Olimpíada de Matemática traz outras contribuições para os estudantes.

As provas apresentam os conteúdos de forma diferenciada, proporcionando a organização de grupos de estudos, o que leva à quebra de tabus como: "matemática é coisa chata". Os estudantes conseguem entender a ligação dessa disciplina com a realidade. Ao realizarem as provas, têm grande chance de melhorar o seu currículo escolar e se prepararem para os vestibulares.

Essa matéria integra o projeto de extensão universitária do Centro Uninter em parceria com o Blasting News Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo