Houve dias, no Brasil, em que o acesso a uma língua estrangeira começava e terminava, no máximo, quando se assitia a algum filme em formato VHS. No entanto, possuir um videocassete e pagar a locação desses filmes era algo que nem todos podiam usufruir. O que restou, portanto, como meio e lugar para aprender, por exemplo, a língua de Shakespeare, foi a escola.

Descompassado com as necessidades impostas pela realidade e há pelo menos cinquenta anos cometendo com afinco terríveis erros pedagógicos, o ensino em nosso país fez com que gerações e gerações de pessoas se sentissem simplesmente incapazes de aprender e dominar uma língua estrangeira.

Mas os tempos mudaram e cada vez mais pessoas têm se tornado bilíngues [VIDEO]. Como? Através da mais poderosa ferramenta comunicativa já inventada: a Internet. Ela vem transformando a maneira como lidamos com quase todos os aspectos da vida, inclusive a Educação.

Hoje, mesmo as classes sociais menos favorecidas têm cada vez mais acesso à rede mundial de computadores, e é nela que se encontram os mais diferentes recursos que possibilitam o aprendizado de uma língua. Aqui estão três deles.

Escolas online

Há várias e oferecem muitas ferramentas indispensáveis à aprendizagem, como, por exemplo, aulas com professores nativos, assistência 24 horas e possibilidade de interagir com colegas de várias partes do mundo. Os preços cobrados são acessíveis e o aluno pode assistir às aulas de acordo com as possibilidades de sua rotina.

Aplicativos

É fato. O smartphone está na mão de quase todo mundo e não são poucos os aplicativos [VIDEO] voltados ao ensino de idiomas.

Bastante interativos, eles oferecem ótimos recursos para quem não pode ou não está disposto a ter aulas online. As lições são rápidas e podem ser respondidas sempre que surja um tempo de sobra, seja na fila do banco ou enquanto se espera alguém. Exercícios, interatividade, rapidez: está tudo lá, sem complicação.

Youtube

Fala bem quem ouve bem. É assim que se dá na língua materna: de tanto viver "cercado" pelo idioma, ouvindo-o sempre e em várias circunstâncias, o bebê acaba introjetando as diferentes estruturas daquele idioma.

Seguindo esse princípio, uma maneira de se expor ao idioma que se quer aprender é ouvi-lo nas mais diversas situações de uso. Nesse sentido, vale muito a pena utilizar o Youtube. Há ali vídeos sobre praticamente todos os tópicos e muitos deles, inclusive, são feitos especialmente para quem está aprendendo um idioma. Ouvir e reouvir os vídeos é uma ótima maneira de se familiarizar com a língua estudada, expondo-se a blocos linguísticos inteiros - frases, expressões etc. -- e não apenas a palavras isoladas. É uma ótima pedida para quem está com o orçamento muito apertado.

Fatores que, no passado, impediam as pessoas de serem bilíngues -- falta de dinheiro, de tempo e de acesso a um bom ensino, por exemplo -- não resistiram ao advento da Internet.

Ela atingiu um alcance informativo nunca antes visto e democratizou o conhecimento. Isso tornou reais as possibilidades de desenvolvimento pessoal. Por que não aproveitar?

Siga a página Educação
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!