Não é segredo para ninguém que o Corinthians corre atrás de reforçar seu ataque para a temporada 2015. Com a indefinição do caso Guerrero, a busca por um centroavante de renome passou a ser prioridade no clube. Alguns nomes foram apresentados e aprovados pelo técnico Tite, a diretoria, inclusive, já tinha tudo acertado para trazer Hernane, ex-Flamengo. A chegada do brocador por empréstimo de 1 ano e meio era praticamente certa após o aval do Al-Nassr (ARA), que detém os direitos federativos do jogador, porém, uma grande oportunidade de mercado chegou ao "Timão" e vem provocando uma mudança de alvo.

Publicidade
Publicidade

A bola da vez para a posição agora é Vagner Love.



Love pertence ao Shandong Luneng (CHI), onde atua desde 2013. Seu contrato se encerra no final desse ano. Dias atrás, a diretoria do Corinthians teve uma conversa com representantes do clube chinês e souberam da possibilidade de trazer o atleta para o Parque São Jorge. O alto salário que ele recebe na China, em torno de R$ 1 milhão por mês, pode atrapalhar a negociação.

Publicidade

Por outro lado, o atacante já manifestou publicamente que não deseja permanecer após o fim do contrato com o Shandong, e vê com bons olhos um retorno ao Futebol brasileiro.

Love pode deixar o clube por duas maneiras: através de uma rescisão amigável ou por empréstimo sem custos, que estaria condicionado a uma renovação contratual. Para fechar com o Corinthians, o "atacante do amor" teria que aceitar uma diminuição considerável de seu salário.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

A possibilidade do empréstimo, com os chineses pagando 50% de seus salários, seria a maneira, de viabilizar sua chegada para o "Timão", garantindo seu salário milionário. 

Desejo antigo da cúpula corintiana, Love chegou a marcar uma coletiva de imprensa em 2005 confirmando que havia sido contratado pelo clube alvinegro. Na época o Timão era financiado pela parceira MSI e montava um grande elenco. Camisas com o número 9 e o nome do jogador nas costas chegaram a ser comercializadas, porém, Love pertencia ao CSKA (RUS) que não gostou nada da situação e não liberou o jogador, gerando grandes frustrações para o torcedor alvinegro. 



O jogador de 30 anos foi revelado pelo arqui-rival Palmeiras em 2002.

Após passagem de destaque, foi vendido para o CSKA em 2004. No Brasil atuou também pelo Flamengo, marcando inclusive o gol que eliminou o Corinthians nas quartas de final da Copa Libertadores de 2010, em pleno Pacaembu. Chegou a ser titular da seleção brasileira na era Dunga, onde formava dupla de ataque com Robinho. Sagrou-se campeão da Copa América em 2007, batendo na final a Argentina pelo placar de 3x0.

Publicidade

 

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo