Em Zurique o Português Cristiano Ronaldo ganha seu terceiro prêmio como o melhor do mundo a Bola de ouro, uma a menos do que o argentino Lionel Messi, que é dono de quatro prêmios de melhor jogador do mundo. Atacante do Real Madrid conquistou sua primeira bola de ouro em 2008 e 2013, onde foi campeão da Liga dos Campeões, Copa do Rei e do Mundial de Clubes, em 2014.

O colombiano James Rodriguez também ganhou um Prêmio, pelo gol mais bonito de 2014 na última Copa do Mundo realizada aqui no Brasil, pelo seu chute deu a vitória da Colômbia contra o Uruguai.

Publicidade
Publicidade

O treinador que levou a Alemanha ao título da Copa do Mundo Brasil 2014, Joachim Löw, ganhou a eleição de 2014 como o melhor técnico do ano.

Löw superou as classificações o italiano Carlo Ancelotti, que venceu a Liga dos Campeões com o Real Madrid e o argentino Diego Simeone, com o Atlético de Madrid que venceu a Liga espanhola e foi finalista na Liga dos Campeões.

"É uma grande honra para mim depois de um ano de sucesso ainda conseguir este prêmio.

Jogador Cristiano Ronaldo
Jogador Cristiano Ronaldo

Estou muito feliz", disse o treinador alemão animado por levar o prêmio.

"Qualquer um que me conhece sabe que eu não posso assumir este prêmio sozinho, mas como o trabalho de toda a equipe. Na Alemanha, nós criamos as condições e o título da Copa do Mundo foi o resultado de muitos anos de trabalho árduo e muitas decisões, nem sempre fácil" acrescentou o treinador, que reconhece o trabalho de seu selecionado.

Três membros da equipe da Copa do Mundo da Alemanha no Brasil; Manuel Neuer, Philipp Lahm e Toni Kroos, parte do Dream Team em 2014, anunciou segunda-feira em Zurique. 


Os argentinos The Angel, di Maria e Lionel Messi, os brasileiros Thiago Silva e David Luiz, os espanhóis Sergio Ramos e Andrés Iniesta, Os holandês Arjen Robben e o português Cristiano Ronaldo completaram o time de sonho. O time dos sonhos do ano passado foi eleito com os votos de cerca de 24 mil jogadores profissionais de 58 países filiados à FIFA. O presidente da Fifa, Sepp Blatter deu um prêmio especial ao jornalista japonês Hiroshi Kagawa .

"Este prêmio foi oferecido pela sua contribuição ao Futebol, primeiro como jogador e depois como jornalista, e contribuiu também para o desenvolvimento do futebol no Japão", disse Blatter.

Publicidade

Quando pendurou as chuteiras, Kagawa tornou-se jornalista e cobriu sua primeira Copa do Mundo na Alemanha 1974, estando presente nas 10 edições seguintes, incluindo no Brasil de 2014, com mais de 90 anos. A cada ano, o Prêmio Presidencial da FIFA oferece uma pessoa com o seu trabalho e pela sua contribuição para o desenvolvimento e promoção do futebol. Depois de apresentar os prêmios, Blatter prestou homenagem ao trabalho dos jornalistas vítimas dos ataques na semana passada na França contra o semanário Charlie Hebdo e um supermercado judaico, que terminou com 17 mortos.

Leia tudo e assista ao vídeo