A Williams, equipe que já ganhou mais de 100 vitórias e 8 campeonatos de construtores, é uma das equipes mais tradicionais da Fórmula 1, sendo considerada um membro do "Big Three", que conta com a MC Laren e a Ferrari como integrantes do trio.

Após um longo tempo de jejum de títulos e pódios, a Williams voltou a disputar pódios em 2014, sendo considerada uma das equipes com os melhores carros da Fórmula 1. Ela ficou em 3° lugar no Campeonato Mundial de Construtores. De acordo com o diretor técnico Pat Symonds, o objetivo da Williams neste ano de 2015 é permanecer entre as 3 melhores, lutar por vitórias e tentar ganhar o título de Construtores.

Publicidade

Ele deseja que a Williams seja ainda melhor do que foi em 2014.



Pat Symonds afirmou que a Williams tem potencial para conquistar o um campeonato de fórmula 1. Vale lembrar que a última conquista da equipe foi em 1997. Todavia, Symonds está otimista com o carro preparado para 2015. Ele diz querer vencer mais um campeonato de construtores antes de se aposentar do mundo de corridas da Fórmula 1.

A grande esperança da William é o piloto finlandês Valtteri Bottas. Symonds aposta alto nesse novo piloto, pois, após ter trabalhado com grandes gênios como Ayrton Senna e Michael Schumacher, ele sabe quem realmente tem potencial para ser um grande campeão.

Na visão de Pat, Valtteri Bottas tem tudo o que um verdadeiro campeão precisa para conseguir grandes vitórias e se firmar na história da fórmula 1.

Além de Bottas, a Williams conta com a experiência do piloto brasileiro Felipe Massa, que quase foi campeão mundial em 2008. Como o carro da equipe será muito competitivo, Pat Symonds vê com grande expectativa a possibilidade dos 2 pilotos lutarem por pódios e por vitórias, podendo conquistar o campeonato de pilotos e construtores.

O campeonato começa dia 15 de Março na disputa do Grande Prêmio da Austrália.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Veremos se realmente Pat Symonds está certo, pois, todas as equipes estão se preparando e apresentando os carros com alta competitividade. A fórmula 1 de 2015 promete ser um dos campeonatos mais disputados dos últimos anos.