A revista World Soccer, da Inglaterra, produziu uma lista com os 500 jogadores de Futebol mais importantes do mundo atualmente. Apesar da crise vivida pelo esporte no Brasil, com constantes críticas de torcedores e, principalmente, jornalistas brasileiros especializados, parece que para a imprensa internacional o futebol canarinho ainda segue sendo o melhor e mais reconhecido no mundo.

Segundo a publicação inglesa, o Brasil é o país com o maior número de representantes, 54. A poderosa, ou nem tanto no momento, Espanha vem logo em segundo lugar com 44 jogadores. Nossos hermanos argentinos completam o pódio com 40 atletas.

A atual campeã do mundo, Alemanhã, ocupa apenas o 4º lugar com 34 nomes na lista. 

Os critérios definidos pela revistas podem ser vistos como mais publicitários do que técnicos. Foram analisadas a quantidade de vezes que o atleta foi manchete, ser importante fora das quatro linhas, estar constantemente na seleção produzida pela própria revista e ser importante para sua seleção nacional. 

Força do futebol nacional 

Se os jogadores brasileiros são os preferidos para a revista, o mesmo não pode ser dito dos que atuam no País. A lista dos ingleses trás o Campeonato Brasileiro apenas em 6º em número de jogadores importantes, são 21 atletas. 

A Premier League é a primeira com 76 jogadores, seguida de perto pela Bundesliga com 70. A Liga Espanhola está logo atrás com 63. A distância para o 4º e 5º colocados aumenta um pouco.

Os melhores vídeos do dia

O Campeonato Italiano possui 46 atletas e o Francês 40, fechando o top 5.

Atuando no Brasil

Corinthians, Cruzeiro e São Paulo são os clubes brasileiros com mais atletas, quatro cada. O alvinegro está representado por Guerrero, Elias, Jadson e Sheik. Do clube mineiro são lembrados Arrascaeta, Fábio, Leandro Damião e Paulo André, No Triocolor do Morumbi estão Ganso, Rogério Ceni, Luis Fabiano e Pato. 

Outros nomes que constam na listão são: Anderson, Aranguiz e D'Alessandro (Internacional); Valdívia (Palmeiras); Robinho (Santos); Fred (Fluminense); Jefferson (Botafogo); Canteros (Flamengo) e Lucas Pratto (Atlético Mineiro).