A festa feita por um inglês nos Estados Unidos, até que poderia ser bem brasileira. O piloto campeão, Lewis Hamilton não escondeu a euforia de ter alcançado, pelo menos em títulos mundiais, seu maior ídolo, o Tricampeão Mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna, morto num acidente enquanto corria no autódromo de Ímola na Itália, durante o Grande Prêmio de San Marino, em 1994.

Não seria exagero nenhum declarar, que carecemos de ídolos nacionais nas pistas da modalidade automobilística mais popular atualmente.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

Entretanto isso não significa que a história, que escreveu tão belos capítulos e um em particular muito doloroso, apagasse a importância que uma figura tão consensualmente carismática como Senna teve.

E esse passado fez brotar admiradores e seguidores que viram nele inspiração, alguém a se copiar, como foi o caso de Hamilton que declarou:

"É uma experiência muito gratificante, especialmente me igualar (em campeonatos mundiais) a Ayrton Senna, que significou muito para mim e ainda significa hoje. O meu objetivo sempre foi o de conseguir os três títulos que Ayrton tinha. Ele não era do mesmo país que eu, mas ele era o cara que me inspirou quando mais jovem. Não havia mais ninguém que eu queria igualar ou imitar. Acho que tenho o bastão de Ayrton agora".

O atual campeão, que teve alguns contratempos durante a corrida de hoje (só para ser mais emocionante, já que havia a expectativa para que o coroado saísse hoje, com 3 etapas de antecedência), agradeceu o apoio dos fãs e exaltou a admiração que sente pelo pai, que sempre apoiou o rebento, e pelo irmão, que mesmo com paralisia cerebral é piloto.

Os melhores vídeos do dia

"Significa muito para mim estar aqui e sentir toda a energia positiva que eu recebo dos fãs. Esta foi uma oportunidade para inspirar os jovens a nunca desistir de seus sonhos, eu achei por vezes que não ganharia a corrida! " E completou: "Em primeiro lugar o meu pai veio do nada, ele não queria que seus filhos sofressem o que ele sofreu. Meu irmão mais novo Nic é uma das primeiras pessoas com deficiência a correr, ele quer fazer tudo por conta própria e está inspirando crianças á superar suas expectativas".

Nessa mesma corrida que consagrou Hamilton, os ventos da tempestade não foram favoráveis aos brasileiros. Massa abandonou a prova, e Felipe Nasr pontou mesmo em nono lugar. O fato é: o piloto da terra da rainha igualou Senna em títulos, mas será que ele tem o mesmo carisma que o brasileiro eleito pela BBC em 2012, como o maior piloto de todos os tempos, teve?