As constantes críticas ao desempenho do time no Brasileirão e a visita da família dos jogadores na concentração serviram como combustíveis ao Inter no Gre-Nal. Enérgico, determinado, aguerrido e pilhado em campo, o colorado foi o dono do jogo no Beira-Rio e atordoou o ótimo time do Grêmio, acuado com tamanha disposição rival. Obrigado a vencer, os mandantes sabiam que só um triunfo manteria a equipe na briga por uma das vagas à Libertadores.

E a briga está mantida.

No primeiro tempo, o Gre-Nal 408 não ofereceu grandes jogadas e nem belos lances aos torcedores. O que não quer dizer que tenha faltado emoção. Os 45 minutos iniciais reservaram às duas equipes muitas divididas, enfrentamentos e bolas truncadas no meio de campo. Antes dos 15, o goleiro gremista Marcelo Grohe caiu no gramado e teve que ser atendido, o que esfriou os ânimos colorados.

Na sequência, Vitinho bateu forte de fora da área e obrigou o goleiro gremista a realizar boa intervenção.

O Grêmio, por sua vez, não perdia a organização e a eficiência na saída de jogo - um dos pontos fortes do time desde o início do campeonato. Luan pela esquerda e Giuliano pelo corredor direito levavam perigo à área inimiga. Douglas, quando clareou e esteve de frente para o gol, sentiu falta de uma perna direita mais calibrada.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Grêmio Sport Club Internacional

Mas a grande oportunidade do primeiro tempo foi colorada. Vitinho, sempre ele, fez grande cruzamento pela direita e Anderson, livre embaixo dos paus, cabeceou por cima.

Na volta do intervalo, o Inter seguiu mais interessado e focado em busca do resultado, enquanto o Grêmio se limitava a tentar neutralizar o oponente. Até que Rodrigo Dourado, jovem volante afirmado no time colorado, resolver fazer fila pelo flanco direito e, na base da garra e da entrega, levou a bola até a linha de fundo.

Venceu a dividida com o zagueiro Erazo e serviu para Vitinho fazer o gol da vitória vermelha.

Extenuado em campo e sem duas de suas principais peças - Vitinho e Anderson, substituídos -, o Inter passou por um certo sufoco no final da partida, embora o Grêmio não tenha exigido o goleiro Alisson a fazer defesas salvadoras. Em uma das melhores oportunidades, Pedro Rocha bateu firme de fora da área, mas o goleiro da Seleção Brasileira mostrou segurança e espalmou. No fim, o Gre-Nal 408 premiou o time que mais quis vencer - e que não mediu esforços para isso.

Corinthians ajuda

A surpreendente vitória do Corinthians por 6x1 sobre o São Paulo ajudou e muito o Internacional na sua briga pela quarta vaga dentro da zona de classificação à Libertadores. Com a derrota, o tricolor paulista parou nos 56 pontos - mesmo número alcançado pelo Inter ao bater o Grêmio.

Entretanto, o São Paulo segue na frente do Inter em função do melhor saldo de gols, 4 contra -1. Faltando duas rodadas para o término do certame, a disputa segue em aberto.

Os paulistas encaram os desesperados Figueirense (casa) e Goiás (fora). Já o Inter medirá forças contra dois times do meio da tabela, primeiro contra o Fluminense (fora) e fecha contra o Cruzeiro (casa).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo