O atual campeão do Campeonato Brasileiro, Corinthians, foi eliminado da Copa do Brasil, mas garantiu seu acesso à disputa mais cobiçada da América Latina: A Copa Libertadores. Entretanto, uma 'crise financeira' pode deixar o clube fora da competição no próximo ano e a informação é do próprio dirigente do clube de longa data, Andrés Sanchez.

Andrés declarou que não vai pagar para participar da competição, que segundo ele paga muito pouco com as premiações. O prêmio pago ao grande vencedor é de R$8 milhões, mas Sanchez diz que esse valor é muito baixo, além disso afirma que a Conmebol paga R$480 mil por cada partida em casa, mas o superintendente de futebol do clube considera o valor extremamente baixo e quer que este seja aumentando para auxiliar nas receitas do clube paulista.

Sanchez não pensou duas vezes antes de afirmar que se os valores não forem reajustados para 'números satisfatórios', o Corinthians não participará da competição.

A imprensa acredita que Andrés só disse isso para pressionar os organizadores da competição, uma vez que o político petista costuma envolver-se em polêmica quando lhe é conferida a palavra. De qualquer maneira, o Corinthians é o clube mais endividado depois de conseguir um estádio com um 'dedinho' do ex-presidente Lula, sendo que mesmo cobrando valores altos dos ingressos para as partidas de futebol em sua arena, ainda não conseguiu receber de volta o que foi investido na construção do estádio em Itaquera.

O polêmico Sanchez viaja na terça-feira para o Paraguai junto com o presidente do Corinthians, Roberto Andrade, onde vão se reunir com a Conmebol para discutir os valores pagos e negociar aumento de valores.

Os melhores vídeos do dia

Segundo o petista, o antigo presidente do clube, Mário Gobbi,, havia 'amarelado' quando devia ser mais rígido para cobrar reajustes de premiações junto à Conmebol, mas que esse tipo de comportamento não vai se repetir com o novo presidente.

Sendo assim, é provável que antes do natal os corinthianos tenham motivos para comemorar ou para estressar-se ao saber que o clube entra para o 'time' do 'Tigre' que se recusa à entrar em campo se suas exigências não forem atendidas.

E você, o que acha disso tudo? Acha justo o clube não ir para a competição por conta de dinheiro e deixar todos os torcedores na mão? Deixe a sua opinião nos comentários abaixo.