A avenida Paulista reuniu mais de 30 mil participantes para a 91ª edição da corrida de São Silvestre e os favoritos a vencer neste ano de 2015 eram o queniano Stanley Biwott e o etíope Dawit Admasu.

O dia nem tinha amanhecido ainda e os corredores já estavam na Avenida Paulista se preparando para a mais tradicional prova de rua do Brasil que conta com um trajeto de 15 quilômetros e a largada foi às 09:00 horas.

Nesta edição a camiseta da prova foi na cor laranja e como acontece todos os anos muitos corredores foram fantasiados. Teve Capitão América, Homem Aranha, Joaquim Barbosa (ex-ministro da Justiça), estátuas e até o boneco do ex-presidente Lula com roupa de presidiário. E não faltaram também os protestos contra a presidente Dilma.

E este ano Yimer Wude Ayalew garantiu o bi, pois ela venceu a São Silvestre de 2014 e repetiu o feito agora em 2015 ao vencer a corrida dos 15km.

E este é o terceiro título da etíope que em 2008 também faturou o prêmio ao finalizar a prova com 54m01s.

Yimer é a primeira vencedora por 2 anos consecutivos desde a conquista de Lydia Cheromei que venceu em 1999 e depois no ano de 2000.

Sueli Pereira da Silva só ficou com o quarto lugar e Joziane Cardoso veio logo atrás garantindo a quinta posição. Um resultado muito bom para as brasileiras que não contam com grandes incentivos e enfrentam muitos desafios no decorrer de todo o ano para se prepararem e conseguirem correr na São Silvestre.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Televisão

A São Silvestre é acima de tudo uma corrida de superação, tanto para os corredores amadores que correm apenas por diversão e que mesmo assim tentam completar todo o trajeto e assim vão superando seus limites, mas também é uma prova de superação para os atletas brasileiros que quase não contam com incentivos.

São muitos os casos de corredores e corredoras que ao longo dos anos precisam dividir o treino com trabalhos paralelos para conseguirem se manterem e mesmo assim, conseguem ficar entre as 5 maiores corredoras mundiais.

Parabéns às meninas do Brasil pelo excelente resultado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo