Como já esperado por todos, o Besiktas fez uma proposta oficial ao Corinthians para concretizar a contração do goleiro Cássio, que foi um dos destaques do clube na conquista do hexacampeonato brasileiro na última temporada. E isso ocorreu devido à aceitação prévia do atleta referente à sondagem do clube turco.

Ele já havia acertado salários e tempo de contrato com o clube europeu, e deve deixar o alvinegro paulista nos próximos dias, e provavelmente não irá fazer parte da delegação que irá para os Estados Unidos disputar a Florida Cup e todas as atividades que fazem parte do cronograma da pré-temporada do “timão”.

Segundo um site esportivo brasileiro, enviou uma proposta ao Corinthians de 3,5 milhões de euros, aproximadamente cerca de R$ 15,3 milhões de reais pelo atual camisa 12 do clube do Parque São Jorge, que cravou seu nome na história do clube devido às suas grandes atuações e posturas dentro elenco alvinegro, que foi coroada com muitos títulos conquistados.

Como a equipe corintiana possui somente 60% dos direitos econômicos do arqueiro, ficará somente com o montante de R$ 9,1 milhões de reais, sendo que o restante do valor será repartido entre o próprio jogador, seu empresário, Carlos Leite e o PSV, da Holanda, clube que defendeu anteriormente.

Cássio já iria para a quinta temporada no clube paulista, onde virou ídolo após atuações memoráveis na maioria dos campeonatos que disputou, porém um lance ficou mais marcante que todos, a reverenciada defesa que fez em uma partida bastante disputada contra o Vasco, valendo pelas quartas de final da Libertadores de 2012, quando Diego Souza ficou livre, “cara a cara” com o “gigante”, onde ele fez uma defesa de ponta de dedo, que jamais será esquecida pela “fiel” torcida.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Corinthians

Por essas e outras, Cássio será sempre lembrado como um herói para a nação alvinegra, mais especialmente pelas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes, ambos em 2012. Quem não se lembra também das várias defesas na final contra o Chelsea, principalmente no chute “à queima roupa” do atacante Fernando Torres no final da partida, que Cássio defendeu brilhantemente, assegurando o bi mundial para a representação corintiana.

Com a sua saída, resta somente dizer: muito obrigado eterno “gigante”.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo