Anúncio
Anúncio

José Peseiro é o novo técnico do FC Porto. Como garante o jornal “Diário de Notícias”, o FC Porto vai anunciar amanhã, dia 18 de janeiro, o nome do técnico português que estava comandando um time egípcio, mas que rescindiu recentemente seu contrato para voltar a Portugal para treinar um dos maiores clubes portugueses. Depois de Mourinho, André Villas Boas e Marco Silva, a escolha do FC Porto caiu sobre José Peseiro, um treinador de 55 anos que comandou o rival Sporting há mais de dez anos e que não causa nenhum consenso.

Após muitas semanas procurando por alternativas para suceder Lopetegui, o FC Porto encontrou no Egipto o técnico ideal para comandar o time à conquista do título do campeonato português.

Anúncio

Com passagens pelo Real Madrid, como técnico-adjunto, e pelo Sporting, onde quase venceu um grande título europeu, José Peseiro foi um nome que nunca surgiu como possível técnico do clube português.

Por isso mesmo, a notícia lançada pelo esportivo “O Jogo”, que garante que José Peseiro é apresentado amanhã está causando muita polêmica nas redes sociais, principalmente por causa dos portistas que não conseguem perceber a escolha de sua direção, admitindo mesmo que Pinto da Costa, lendário Presidente do FC Porto, pode já estar perdendo todas suas capacidades de gestão e que tão bons resultados deram nos últimos anos, somando grande conquistas europeias e internas.

Acaba assim uma das grandes novelas dessa temporada do Campeonato português, ainda que sem qualquer tipo de consenso.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

Exatamente em sentido contrário ao que está acontecendo com os portistas, benfiquistas e sportinguistas, duas torcidas rivais, estão festejando a decisão da direção portista, garantindo que após ter sido noticiado que Mourinho ou o Marco Silva podiam ir para o rival, Peseiro é uma excelente notícia. Apesar da sua passagem com bons resultados no Sporting, o currículo de José Peseiro não faz com que os portistas fiquem entusiasmados e imaginem que o rumo do clube possa mudar radicalmente, principalmente agora que muitos jogadores não respondem às exigências.