A matéria da revista Veja que chegará às bancas neste sábado traz revelações exclusivas sobre o mais novo episódio envolvendo o craque do Barcelona e da Seleção Brasileira Neymar Júnior. Na última quarta-feira (27), o Ministério Público Federal (MPF) denunciou perante à Justiça o jogador, seu pai Neymar Santos, juntamente com mais dois dirigentes do Barcelona. As denúncias envolvem falsidade ideológica.

além de sonegação fiscal, e as penas previstas para este tipo de crime podem chegar a cinco anos de prisão.

A revista disse que acompanha o caso de perto há seis meses e teve acesso exclusivo às 147 páginas do relatório que ocorre em segredo de Justiça. O documento detalha diversas irregularidades em transações financeiras. O jogador foi denunciado por receber a maior parte dos seus salários pagos por empresas que só existem no papel, e segundo os procuradores a prática foi utilizada para pagar menos impostos.

Também há suspeitas de fraudes em mais 15 contratos, a maioria firmada antes mesmo das empresas do atacante existirem.

Os procuradores querem saber agora o motivo dos seus CNPJS já constarem na maioria desses contratos. A denúncia também traz detalhes sobres os faturamentos do atacante. Só em 2011, Neymar faturou mais de 74 milhões de reais em contratos de publicidades.

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS), já havia determinado o bloqueio de R$ 188 milhões do jogador sobre a alegação de dilapidação dos seus patrimônios.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Neymar

Segundo os procuradores, a fraude teria causado grandes perdas aos cofres públicos. A Receita Federal informa que o atacante teria sonegado mais de 63 milhões em 2015, os valores referem-se a sua transferência para o futebol espanhol.

Na última semana, a Justiça determinou que manterá as duas multas aplicadas ao jogador e seu pai por fraudes em contratos referentes ao ano de 2012. O valor da multas aplicadas pela Receita Federal ultrapassa a casa dos R$ 460 mil, as penas foram impostas porque a Justiça entendeu que eles sonegaram informações referentes as suas declarações do Imposto de Renda, referentes às quantias de direitos de imagem pagos entre os anos de 2007 a 2008.

Na época, a empresa NR Sports, gerenciava os contratos do atacante. De acordo com a Receita Federal, esses valores têm origem salarial, sendo assim, devem ser tributados como pessoa física.

Em meio aos problemas extracampo, o jogador tem um compromisso importante hoje. A partir da 13:00h, horário de Brasília, o Barcelona recebe o Atlético de Madrid, o jogo vale a liderança do Campeonato Espanhol. Os dois times dividem a liderança com 48 pontos cada, porém o Barcelona tem um jogo a menos devido à disputa do Mundial de Clubes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo