O site da ESPN noticiou nessa quinta-feira (25) que Neymar já sabe seu destino nos próximos anos. O jogador acertou a renovação do contrato com o Barcelona, e permanece na Catalunha até junho de 2021, passando a ser o segundo jogador mais bem pago do clube, atrás apenas de Messi.

O contrato anterior de Neymar valia até 2018, e o novo acerto foi definido em dezembro, mas divulgado apenas agora.

Principal jogador brasileiro da atualidade, Neymar, que recém completou 24 anos, foi formado pelo Santos e está no Barcelona desde 2013, onde já tem 131 jogos disputados e 81 gols marcados.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Pela Seleção Brasileira principal, o craque já atuou 69 vezes, tendo marcado 46 gols. Já pelo Santos, seu primeiro clube, Neymar disputou 230 jogos e marcou nada menos do que 138 gols.

Jogou também nas seleções brasileiras de base, sub-17 e sub-20. Na primeira, disputou a Copa do Mundo da categoria, em 2009 - mas o time acabou eliminado na primeira fase. Já na sub-20, foi campeão do Campeonato Sulamericano de 2011, tendo marcado os quatro gols da estreia, quando a seleção brasileira bateu o Paraguai por 4 a 2.

Em 2015, pela primeira vez figurou entre os três melhores jogadores do mundo, ficando em terceiro lugar na eleição da Fifa, atrás apenas de Messi e Cristiano Ronaldo. Muitos acreditam que em curto prazo pode e deve ultrapassar pelo menos Cristiano, ficando então apenas atrás de Messi entre os grandes da atualidade.

Com a renovação do contrato, acertada no Japão durante o último Mundial de Clubes - do qual o Barcelona sagrou-se campeão batendo o River Plate, da Argentina, por 3 a 0 - Neymar frustra os planos de alguns dos principais clubes do mundo, que já havia demonstrado interesse na contratação do jogador, em alguns casos por valores recordes.

Os melhores vídeos do dia

É o caso de Manchester City, Manchester United, Bayern de Munique e até mesmo o rival Real Madrid.

Com Neymar envolvido recentemente em denúncias de sonegação fiscal e com dúvidas pairando sobre questões financeiras de sua contratação pelo Barcelona, seu pai já havia dado indicações, em entrevistas, de que, caso a situação não se resolvesse, gostaria de deixar a Espanha.