Apesar de não atravessar um bom momento neste início de temporada, o paulista Thomaz Bellucci recuperou duas colocações no ranking de entradas da ATP e está próximo de se aproximar do top 30 novamente. Nas duas últimas semanas, o tenista de Tietê não conseguiu atingir sua meta de amealhar pontos importantes no Rio Open e no Brasil Open, perdendo na estreia em ambas as competições disputadas sobre a superfície de terra batida.

Com a atual colocação, o canhoto de 28 anos entrará no forte Masters 1000 de Indian Wells como cabeça de chave, já que o suíço Roger Federer ainda está se recuperando de uma contusão no joelho e desistiu do evento. Desta forma, Bellucci evitará um confronto diante de um favorito logo na rodada inaugural. Na atual temporada, o paulista contabiliza como o seu melhor resultado o vice-campeonato do ATP 250 de Quito, onde foi derrotado na decisão pelo dominicano Victor Estrella Burgos.

Ainda entre os brasileiros, o também paulista Rogério Dutra Silva é o segundo mais bem posicionado. O experiente tenista caiu um posto, mas segue próximo do top 100, como número 115. Na sequência aparecem o gaúcho André Ghem, 153º da lista, e seu conterrâneo, Guilherme Clezar, agora na 176ª posição. O paulista João "Feijão" Souza, continua em má fase e despencou para o número 211 da ATP, depois de algumas derrotas inesperadas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Tênis

O atleta defendia muitos pontos nos dois eventos brasileiros e acabou caindo cedo, assim como Bellucci.

A grande surpresa ficou mais uma vez com o desempenho do cearense Thiago Monteiro. Algoz do francês Jo-WIlfried Tsonga, 9º do mundo, no Rio Open, na semana retrasada, e dos espanhóis Nicolás Almagro e Daniel Muñoz de La Nava, no Brasil Open, o tenista de somente 21 anos celebra sua melhor marca, ao atingir a 240ª colocação.

Vale lembrar que Almagro é tricampeão do Brasil Open e já foi número 9 do ranking. Monteiro é o sexto melhor brasileiro no momento e vai em busca de mais pontos no challenger de Santiago, disputado em quadras de saibro, com US$ 50 mil em premiações, mais hospedagem.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo