Com a indisciplina de Neymar que em 70 jogos pela Seleção Brasileira alcançou o incrível número de 14 cartões amarelos recebidos e David Luiz, que mais parece estar desorientado do que outra coisa, Gabriel (o Gabigol) atacante do Santos e Felipe, zagueiro do Corinthians foram convocados por Dunga para seus lugares.

Os dois jogadores foram convocados para a disputa da partida diante do Paraguai, nesta terça-feira (29) em Assunção em jogo válido pela sexta rodada das eliminatórias para a copa do mundo da Rússia.

Gabriel estava na seleção olímpica prestes a enfrentar a seleção da África do Sul ontem (27) em Maceió (o Brasil derrotou a África por 3 a 1), mas devido a convocação de última hora não participou e se apresentou no sábado à noite a seleção principal.

Gabigol terá ao seu lado como companheiro de seleção, o atacante Ricardo Oliveira, seu parceiro de ataque no Santos.

Já Felipe do Corinthians, reencontrará o ex-companheiro de defesa no Timão, o zagueiro Gil.

Primeira convocação

Os dois jogadores foram convocados para a seleção principal pela primeira vez. Gabriel já vem sendo chamado frequentemente para a seleção olímpica pelo treinador Rogério Micale – treinador da seleção olímpica) e constantemente Dunga e ele trocam informações sobre diversos atletas.

Gabigol, que tem apenas 19 anos de idade, acredita que suas participações na seleção olímpica do Brasil tenham contribuído para sua convocação – “O Dunga e o Micale conversam bastante. O Dunga está vendo meu trabalho lá e no Santos também” – disse o atacante.

Como atleta profissional, Gabriel foi campeão paulista pelo Santos em 2015.

Os melhores vídeos do dia

Quanto ao zagueiro Felipe, ele sem dúvida está vivenciando um momento iluminado. Ele disse que a emoção ao saber de sua convocação foi enorme – “Estava na casa da minha sogra quando olhei o celular e vi que estava convocado. Eu e minha esposa nos emocionamos muito. Acordei o sogro e a sogra e começamos a pular e gritar juntos. Saí fora da casinha” – disse Felipe.

Aos 26 anos, Felipe alcança o sonho de sua primeira participação na seleção brasileira. Em 2012, quando chegou ao Corinthians vindo do Bragantino era apenas um mero desconhecido e chegou a despertar muita desconfiança por boa parte da torcida corintiana.

Em quatro anos pelo clube alvinegro de Parque São Jorge, Felipe fez 103 jogos e marcou 8 gols. Além disso, foram cinco títulos conquistados com a camisa do Timão: Libertadores (2012), Mundial de clubes (2010), Paulista (2013), Recopa Sul-Americana (2013) e Brasileiro (2015). Em muitas aparições na TV neste final de semana, Felipe não esqueceu de enaltecer o seu comandante Tite, por sua evolução ao longo das últimas temporadas.

Sábado, dia da convocação, sem dúvida ficará marcado para Felipe. Não somente pelo chamado a seleção que ocorreu pela manhã, mas também porque a noite, na partida diante do Ituano pela 12ª rodada do campeonato paulista, após jogo duríssimo, foi dele o gol da vitória aos 42 minutos do segundo tempo, de cabeça.

Um dia fechado com chave de ouro, e que sem dúvida ficará em sua memória por muito tempo.