O Parque São Jorge tremeu, na noite desta 2a. feira (07).A reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do Corinthians para tratar de assuntos do novo estádio teve protestos e novidades. O diretor financeiro do Timão,Emerson Piovesan, anunciou novidades sobre os naming rights da Arena Corinthians para os “próximos dias” e teria dito que a proposta da empresa interessada gira em torno de R$ 20 milhões por mês.

A torcida Gaviões da Fiel também marcou presença no encontro. Com bateria e faixas, cerca de 60 integrantes fizeram várias reivindicações. A cobertura é do jornal Folha de São Paulo.

O diretor não divulgou o nome da empresa que terá o direito de dar nome à nova arena corintiana, num processo que se arrasta desde o início da construção. A Folha aposta que as negociações estão ocorrendo com empresas do setor financeiro, que lançariam uma marca inédita no mercado.

No negócio, também entraria o programa Fiel Torcedor, desenvolvido e administrado atualmente pela Omni, empresa de gestão de sistemas para clubes. O grupo de empresas estaria de olho nos mais de 130 mil sócios do programa, que é o maior entre os clubes brasileiros e o 6º do mundo. Sem considerar a massa de torcedores corintianos, estimados em 30 milhões no Brasil, o novo dono do programa Fiel Torcedor teria à disposição um cadastro selecionado para oferecer produtos como microcrédito e capitalização.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Corinthians

Durante a reunião, a Gaviões da Fiel protestou e exigiu providências da diretoria sobre vários temas. A torcida novamente atacou o deputado estadual e conselheiro corintiano, Fernando Capez (PSDB), que tem sido duramente criticado, em faixas e gritos de guerra durante os jogos, pela suposta participação no chamado “escândalo da merenda”, que envolve as escolas do governo estadual.

Aos gritos de "Devolvam o Futebol para o povão" e "Andrés, aqui não tem burguês", os torcedores exigiram diminuição nos preços dos ingressos e que os conselheiros paguem normalmente as entradas para os jogos.

A Gaviões também pediu transparência à diretoria na divulgação das contas do estádio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo